Archive for 01/03/10 - 01/04/10

Garage Kits

Olá gente!
Estou aqui numa postagem sonhadora u.u
Na verdade, tudo começou quando um dos meus irmãos (colecionador de action fugures da Marvel) estava fazendo um custom (alterações em algum action figure, ou um feito com parte de diversos) do Homem-Aranha. Enquanto ele pintava seu araquinídeo preto para azul, eu babava e ficava imaginando como deve ser legal fazer um Garage Kit.

Garage Kits (Kits de Garagem) são produções amadoras de kits de modelos (pequenas esculturas).(...) Os kits são geralmente compostos por partes separadas e vem dentro de uma caixa (para a maioria dos kits produzidos profissionalmente) ou em sacos plásticos (para produções amadoras geralmente vendidas em eventos) com instruções de montagem e por vezes figuras do produto final.
Textos retirados do Wikipedia.org


Agora, após entrar em um fórum brasileiro sobre o assunto (Garage Kit Land), e informada sobre um site com milhares de GK, acabei ficando com uma vontade enorme de ter e/ou fazer um. Na verdade, eu tenho um gashapon pequeno de Negima (da Chisame - Imagem à direita) e uma escultura em tamanho normal de Evangelion (Da Asuka - Ok, eu sei que gosto de Tsunderes xD), mas nenhuma delas eu pintei e montei. Comprei no Bairro da Liberdade em uma oportunidade que pude ir pela minha Faculdade (Faço Artes Visuais - Mais um motivo para minha curiosidade para montar um).

Com isso, fiquei sonhando com alguns/muitos GK do site E2046, mas estou aqui para mostrar dois que fiquei babando e que tem muito haver com o Kono-Ai-Setsu (ou seja, obviamente Shoujo-Ai/Yuri XD):



Conjunto Sailor Urano e Netuno - Sailor Moon (US$ 48.62)


Conjunto Hazuki e Lilith - Tabibito (US$ 63.36)

Pois é, não sei o que faço (u.u)
Eu sou uma pobre otaku que não tem emprego, nem estágio, nem pais que me dêem qualquer coisa assim do nada. Talvez seja um desabafo de uma desesperada, mas queria tanto pelo menos só fazê-los.
Se alguém estiver interessado nestes, ou em algum outro GK, eu faço (u.u) com uma pequena faixa a mais. Pequena mesmo, R$ 10/20, sei lah, to desesperada. Ainda tem uma garota querendo vender gashapons Kono-Setsu do mesmo feitio da minha Chisame. Eu acho que surto se conseguir dinheiro pra elas (XD).
Mas, eu sei que foi uma postagem inútil, porém, fica aqui a minha auto-propaganda desesperada (XD), e meu byezinho tradicional:

Até a próxima! o/
segunda-feira, 29 de março de 2010
Posted by Se-chan

Filme de Marimite

Sim! Por mais estranho e falso que pareça, sim, Maria-sama ga Miteru terá um filme!
Um DORAMA/LIVE ACTION!!! YES!

OBS: Para quem não sabe
Dorama/Live Action: Versão cinematográfica com Atores!




Essa é uma noticia muito legal postada no Yuriness. Porém, diferente desse blog, espero por uma versão fiel (ou seja, com shoujo-ai em sentido de amizade),e não uma última esperança de ver beijo ou algo parecido. Pra mim, Strawberry Panic que fez esse papel de acalmar os fãs de Marimite por agarramento em colégios femininos.

Bem, só pela primeira imagem da postagem, fiquei feliz (^^). Parece fiel, pelo menos na aparencia e, pelo que observo, nesta imagem a esquerda, tem uma Takeshima Tsutako(aka: aquela que é fotografa xD), digamos, simpatica (com cara de velha, mas parecida XD).
Pelo que há de informações, o Live Action sai ainda este ano. (^^)
Espero que tenham se agradado como eu!

As informações vêm do site Anime News Network e a notícia saiu oficialmente na revista Cobalt Salon(PDF com a notícia em japonês).
Até a próxima! o/
sexta-feira, 26 de março de 2010
Posted by Se-chan

Shoujo Ai Drops 02

Olá gente!
Aqui está mais um Shoujo Ai Drops pra vocês. Para quem gosta da Shizuma-sama (Strawberry Panic) podem sorrir! Ela está nesse capítulo com toda sua elegância e sua.... fama de pegadora (XD).
Adorei desenhar esse capítulo, a Mazaki pegou bem o espírito da Shizuma, apesar de nunca ter visto o anime inteiro (heheh).

Download:

4Shared



Até a próxima gente! o/
quarta-feira, 24 de março de 2010
Posted by Se-chan

Apenas Meninas lêem Yuri/Shoujo-Ai?

Olá gente!
Infelizmente, não vou postar hoje o segundo yonkoma do Shoujo Ai Drops. Tudo por que estou trocando de pc (vou ter um note *o*) e o pc que estou usando atualmente não tem espaço para instalar o Mangá Studio, programa que uso para fazer as tirinhas (Além do Photoshop).



Por isso, estou aqui postando uma reportagem sobre um tema bem interessante (eu acho): Quem lê um mangá Shoujo-Ai/Yuri são apenas meninas?

Pois é, acho uma questão interessante, pois até pouco tempo atrás eu tinha uma visão bem preconceituosa sobre isso. Mesmo achando que nem toda garota que lê shoujo-ai seja yuri, achava estranho garotos lendo esse tipo de mangá. Afinal, me vinha em mente um maniaco babando pelas personagens apaixonadas, e isso me enojava bastante (^^").

Mas há alguns meses tenho acompanhado o blog shoujo-ai Yuriness, que é administrado por um homem (O Ghost o/). Isso me deu uma visão mais aberta sobre o assunto.

Shoujo-Ai/Yuri, assim como Shonen-Ai/Yaoi, não é apenas voltado para pessoas que são homossexuais. Muito pelo contrário. A maior parte das pessoas que gosta de yaoi que conheço são garotas (apesar de eu nunca ter lido um .-.). Acontecer o mesmo com o yuri é totalmente normal, presumo.

Apesar de não concordar com o Ghost na maior parte dos animes(XD), eu gostaria de conversar mais com ele e outros garotos que gostam deste estilo de mangá. É interessante ver outras opiniões, apesar de não gostar dele falando mal de Kannazuki (Pelo menos ele nunca falou de Kono-Setsu - Brincadeira XD).

quarta-feira, 17 de março de 2010
Posted by Se-chan

Mastered Negima - Heart 02

Olha eu trazendo o segundo capítulo de Mastered Negima - Heart! Lembrando a quem não leu antes, que essa estória é continuação do fanfic Lives, que tem todo aqui mesmo no Kono ai Setsu.

Agora, boa leitura! Por favor deixem suas críticas, sugestões e opiniões sobre está estória!

MASTERED NEGIMA – HEART

CENA 02 – COISAS QUE NÃO SE PODE ESCAPAR

A neve caía lentamente pelo vidro da janela fechada. Evangeline apreciava um maravilhoso chá preparado por Chachamaru enquanto observava os flocos brancos dançando calmamente:

- Os mortais são muitos idiotas. - comentou a vampira em seu leve agasalho negro para a robô sem tirar os olhos da janela. Chachamaru ainda tentou compreender aquelas palavras, mas resolveu perguntar, já que seus processadores não tinham com compreender inúmeros dos estranhos pensamentos dos seres vivos.

- Como assim mestra?

- Nada. Só estou um pouco irritada com o que está para acontecer.

- Fala do teste da Konoe-san?

- Não. Falo da burrice daquela Uzoku...

- Sakurazaki? Mas o que...

- Esqueça Chachamaru, melhor não entender a burrice humana, pode ser contagioso. - disse Eva num tom finalizador deixando transparecer sua exasperação.

- ...

“Humanos são todos idiotas”.







- Uma porcaria de livro em código! Grande poder esse!!

Asuna, Negi, Konoka e Kamo estavam ao redor da mesa de centro no quarto deles. Todos ali olhavam para o grosso livro ilegível a frente do garoto. Asuna estava totalmente aborrecida com a situação:

- Asuna, é só questão de decifrarmos o livro para encontrar o tal poder... - argumentou Negi que não parava de folhear as paginas que continham alguns desenhos que pareciam ser de maquinas.

- Quer tanto assim saber mais das coisas que teu pai fez quando era Magister Magi, pirralho? - questionou a ruiva sem a mínima vontade de saber mais daquele monte de papeis sem sentido.

- Anesan, também não precisa ficar tão irritada, esse livro não é tão barra assim... - tentou dizer Kamo para acalmar a garota

- Não é por causa do meu pai Asuna... - respondeu o professor falando num tom sério que chamou a atenção dos presentes ali.

- Não? - estranharam Asuna e Kamo.

- Na verdade... este poder. Magno buscou esse poder com muita determinação. Provavelmente é algo realmente muito poderoso, acredito que é perigoso se ficar por ai...

- Mas Aniki, ele não esta “por ai”, tá é muito bem escondido pelo que agente pode perceber...

- Eu sei, mas......... - Negi ficou em silencio observando as paginas que não podia ler.

-Tá afim de pegar o poder pra ti moleque? - perguntou Asuna confusa e curiosa pela atitude do garoto.

- Hein?! Não é isso! - sobressaltou-se o garoto não acabando com as suspeitas dos outros. - Algo me diz que preciso descobrir o que está escondido, não sei..... é apenas uma sensação... - o tom de Negi foi tão introspectivo e sério que Asuna pode perceber que ele dizia a verdade.

- Tá certo. Vamos então desvendar esse tal código, mas peça ajuda pro trio biblioteca, porque eu sou completamente inútil pra essas coisas.

- Asuna....

- Quem sabe agente encontra algo que dê muito dinheiro Aniki! Vamos pesquisar! - sugeriu Kamo animado com cifras no olhar.

- Kamo!

Asuna porém não prestou atenção na conversa furada dos dois, havia parado para observar Konoka. A garota tinha passado a conversa inteira completamente calada e tinha um ar distante e até entristecido:

- Tudo bem Konoka?

- Hm? Ah.... sim Asuna. - respondeu a quase-maga sorrindo, mas era evidente que havia algo ali e como uma boa amiga a ruiva ia perturbar mais a outra para descobrir do que se tratava.

- Onde está a Setsuna a essa hora? Ela sempre passa as tarde contigo de um lado pro outro...

- Ah... - Asuna pode notar instantaneamente o olhar de Konoka tornar-se levemente mais apagado ao mencionar a espadachim. Teriam brigado? Se tivesse ocorrido algo a sua mestra de kendô poderia esperar por uma boa surra por magoar a “quase alguma coisa” (“e por que elas usam esses termos estranho?! Affs”). - A Set-chan tinha treino de kendô, está chegando o campeonato nacional, os outros membros da equipe precisam dela....

- Treino? - a ruiva não esperava essa resposta, apesar de fazer sentido. - Bom, num precisa ficar com essa cara, ela volta logo. - consolou sem jeito sorrindo para a amiga. Realmente achava os apaixonado uns mimados, ficar triste por algumas horas sem falar com o outro...

- Arigatou Asuna. - disse Konoka sorrindo mais animada, levantando-se.

- Vai sair Konoka? - perguntou Negi que não prestara atenção na conversa delas.

- Vou ver umas coisas no clube. - disse com o mesmo sorriso simpatico saindo sem dizer mais nada, deixando uma Asuna ainda intrigada se enxendo de perguntas.

“Set-chan...”.

Konoka parou em algum corredor mais distante do quarto para pensar. Estava frio demais para sair sem casaco, mas precisava ficar um pouco sozinha. Não sabia o porquê, mas sabia que seu coração tinha algum motivo para ficar apertado. Talvez coisa de mago branco, ter esse tipo de percepção, vai saber. Tudo o que sabia era que sentia algo de errado, alguma coisa incomodava sua Set-chan e ela não lhe diria.

Se não bastasse esse temor estranho ainda tinha..... Sim, o fim do ano se aproximava e seu prazo também chegava ao fim. Logo logo estaria encarando uma nada amigável Evangeline para...... Não sabia se já estava pronta, ou se um dia estaria. Vinha se esforçando ao maximo durante esses últimos meses, mas sentia-se insegura do mesmo jeito. Daria seu melhor, por ela e por sua protetora tão perfeita, mas......... e se falhasse?

“Set-chan, o que vai acontecer?”.







O frio era congelante em toda Mahora naquela tarde. Setsuna Sakurazaki caminhava devagar na direção do templo Tatsumiya coberta por um sobretudo pardo. Não ia realmente até o templo, mas não tinha nenhum outro local em mente para ir, então andava naquela direção. Havia acertado ao dizer que o inverno não daria mais trégua aquela semana. Mas não era apenas o clima que estava frio, uma brisa gelada de medo e preocupação corria pelo coração da espadachim.

Ela amava Konoka. Sim, amava mais que qualquer coisa no mundo. Vivera todos aqueles anos apenas para ser capaz de ficar um pouco mais próximo da garota, nem que fosse apenas para vê-la ao longe, para protegê-la secretamente. Desde o dia que a conhecera a Konoe era a pessoa mais importante de sua vida, quem lhe fizera esquecer a dor de perder a família, de ser expulsa e quase morta quando ainda era muito nova. Desde o começo a herdeira da Associação de Kansai havia sido sua luz e objetivo na vida.

Sempre fora capaz de dar a vida por ela sem hesitar, a qualquer momento.

E agora..... ela e Konoka....

Não podia negar: estava completamente apaixonada pela pessoa mais importante do seu mundo. O que era mais incrível naquilo era que..... Konoka também a amava, amava sinceramente assim como ela. Nunca poderia sequer sonhar que seus sentimentos seriam os mesmos no coração da quase-maga. Cada dia na companhia dela, cada demonstração sincera que trocavam, cada abraço, cada beijo. Era melhor que qualquer sonho que pudesse ser imaginado, era uma realidade doce que fazia a shinmei ter uma felicidade sem igual apenas por existir junto de Konoka, sua “quase alguma coisa” que ela desejava secretamente que se tornasse “algo pra vida toda”. Sua vida só fazia sentido agora e por causa dela, do seu sorriso, do seu coração tão puro e gentil.

Setsuna poderia viver aquela realidade melhor que os sonhos por toda a sua vida se...........

- ..............

Se........ por que os “se”s tinham que existir?! Será que existe algo secreto que diz que sempre devem haver empecilhos na felicidade sincera?!

- Kono-chan......

Era obvio que hanyou queria mais que tudo na vida amar Konoka, viver em paz, apenas para fazê-la sorrir todos os dias. Mas...... o mundo não é ameno nem para os corações verdadeiramente apaixonados.

Konoka era herdeira única da grande família Konoe. Família poderosa, tradicional no mundo dos magos, de grande influência e história. Ela estava destinada a herdar tanto um cargo no alto conselho da Associação de Magia de Kanto como a responsabilidade de Mestra da Associação de Magia de Kansai.

Era um fato histórico, as duas associações ligadas de modo tão forte depois de tantos séculos de discussões. Era um destino cruelmente grandioso e glorioso, era irônico que tanta glória fosse exatamente o motivo que fazia o amor delas ser destinado ao fracasso.

A família Konoe nunca permitiria que sua linhagem fosse comprometida por qualquer motivo, mesmo que esse motivo fosse a felicidade de Konoka. Era parte do “destino” da garota ter pelo menos um filho, fosse menino ou menina, para continuar a linhagem nobre e sublime dos Konoe. Apesar de conhecer Eishun-sama e o Diretor de Mahora, Setsuna sabia, que se fosse preciso, eles fariam absolutamente tudo para garantir o futuro dos Konoe, principalmente o patriarca.

Mesmo que.... fosse necessário um assassinato.

Setsuna parou de caminhar, observando os galhos secos das arvores sem vida do inverno. Tentava segurar um insistente nó na garganta que sentia quando pensava naquele assunto. Não se importava com sua vida, mas..... o que seria de Konoka se ela fosse tirada do caminho?

E ainda havia outro ponto.........

O vento soprou forte por um momento mas Setsuna deixou que ele arranhasse seu rosto sem piedade, talvez ela merecesse até castigos da natureza por ter nascido, por ser quem é mesmo que não tenha escolhido...... nascer como nasceu.

Ela era um meio-youkai, talvez para Konoka aquilo significasse apenas que ela parecia um anjo com asas brancas que a salvariam sempre, mas.... essa não era a visão do mundo sobre ela. Fora acolhida pelos shinmei para não ser morta pelos uzokus que a odiavam por suas asas brancas, para não ser morta pelos magos por odiarem aberrações tão pavorosas como um meio-uzoku. Sofrera a vida toda por ser tratada com nojo e desprezo por muita gente, sofrera por nem sequer poder voltar ao seu povo por causa de sua marca de maldição. As associações só não a impediam de ser guarda-costas dos Konoe porque ela tinha concentimento tanto de Konoemon-sama como de Eishun-sama, mas por eles..... ela nem estaria viva. Teria morrido junto com a grande catástrofe que causou aos uzokus com apenas dois anos de idade......

- ...................

Mesmo que Eishun-sama a tratasse como alguém da família.... ele não podia fazer os outros verem algo nela além de uma criatura bizarra e amaldiçoada. Sim...... era isso que ela era no fundo.

- Kono................................chan...............

Setsuna baixou a cabeça tentando controlar as lágrimas que teimavam queimar seu rosto, não conseguindo conter os leves soluços. Já estava acostumada a ser tratada daquele modo, isso não era novidade na sua vida, porém.....

- Kono-chan....... eu só quero......... ficar contigo...................... a vida toda..............

Mas era impossível.

Ainda que os Konoe fizessem a loucura de ir contra as associações, os próprios magos iriam querer impedir o absurdo de ter um hanyou na família dos Konoe, pelo bem dos magos de todo o oriente, pelo futuro da Sociedade Arcana.

Era um destino sem volta.

Mas........ não podia permitir que Konoka sofresse mais do que o inevitável. A pior coisa no mundo para a espadachim não seria morrer, mas saber que Konoka sofreria ainda mais por aquilo:

- Kono-chan........................

Ela não permitia que isso ocorresse.

Mesmo que tivesse que sacrificar toda a sua felicidade por aquilo.

Mas.... não tinha coragem, não tinha força, mas... não mudaria mais de opinião.

Era o certo a se fazer.

“Por que os sonhos têm que acabar um dia?”.




[CONTINUA]

segunda-feira, 15 de março de 2010
Posted by LKMazaki

Shoujo Ai Drops 01

Olá gente! o/
Hoje estou publicando o mais novo projeto do Kono-Ai-Setsu: Shoujo Ai Drops!

O Shoujo Ai Drops consiste em tirinhas yonkoma (quatro quadrinhos) com sátiras do mundo dos mangás/animes Shoujo Ai. Sem se prender a personagens fixos, as tirinhas serão feitas a partir de temas/roteiros elaborados pela Mazaki e a arte feita por minha parte (Se-chan).


Espero que gostem do resultado, por que, sem querer me gabar, eu adorei (XD):

Download:

4Shared


quarta-feira, 10 de março de 2010
Posted by Se-chan

Mastered Negima - Heart 01

Olá a todos!

Chegou a hora que o Kono ai Setsu aguardava! Estou trazendo para vocês hoje o primeiro capítulo do fanfiction "Mastered Negima - Heart". Para que não conhece uma breve explicação.

Mastered Negima é uma série de fanfic shoujo-ai, focado no casal Kono-setsu, a série tem romance, drama e até uma dose de ação como poderão ver na segunda metade desta primeira cena. Heart, é uma continuação da primeira série de Mastered Negima, Lives. Para entender todos os detalhes eu sugiro que dê uma lida em Lives, que está postando neste mesmo blog


Sem mais enrolação, vamos ao fic =D



MASTERED NEGIMA – HEART

CENA 01 – O BRILHO NOS OLHOS


~O coração é algo absoluto. Ele apenas sente, mais nada.~

O céu azul tornava-se laranja-vivo de maneira contínua e sutil. Aquele era um inusitado dia de inverno, onde o sol havia brilhado, apesar de não aquecer. Mesmo que o entardecer acontecesse todos os dias, hoje seus olhos pareciam capturados por aquele milagre de cores. Havia uma beleza incomum naquele fenômeno? Provavelmente não, mas sim a beleza em seu coração que fazia aquele entardecer parecer tão único e inacreditável de tão belo.

Claro que ainda existiam muitas dúvidas em seu coração, afinal tudo o que ocorrera havia sido a menos de três semanas, era recente e mesmo assim ainda havia tantas outras coisas que poderiam lhe tirar aquela felicidade sem nome que as pessoas chamam de Amor... apesar de tudo isso naquele momento ela só conseguia agradecer por aquele momento de paz:

- Set-chan, gosto de ficar assim com você.

Setsuna sorriu para o céu do entardecer de uma maneira abobalhada. Por um instante esquecera-se de quem era ou que lugar era aquele, perdida em seus pensamentos e sentimentos, as cores do céu realmente deviam estar encantadas naquela tarde de inverno que devia ter sido cinza como as outras daquela semana.

Agora um pouco mais de volta a realidade pode sentir o calor do corpo que tanto amava bem algo seu lado, abraçado em si com a cabeça confortavelmente apoiada no seu ombro. Estranhamente aquilo só aumentou sua sensação de conforto e paz. Bom, não que fosse estranho sentir-se bem depois de mais de uma hora deitada no absoluto silencio na companhia da pessoa que lhe tornava a vida algo bom de se seguir, mas realmente essas pequenas felicidades que parecem maior quer o Universo todo eram algo novo no coração de Setsuna. Puxou aquele calor tão bom um pouquinho mais pra junto de si, entrelaçando os dedos com os da mão que acariciava a sua ternamente:

- Eu também gosto muito de ficar assim Kono-chan.

Konoka sorria como um gatinho sendo mimado. Aquele calor, aquele carinho, aquela felicidade que às vezes dava até vontade de chorar por ser tão grande. Era tudo pelo que Konoka esperara todo aquele tempo, era o que ela sonhava quase todas as noites. Poder ficar assim com sua Set-chan, saber que o coração das duas estava cheio do mesmo sentimento. Só de passar aquelas duas horas descansando inocentemente no terraço dos dormitórios na companhia da sua “realmente alguma coisa” fazia ela se sentir a garota de mais sorte em todo o mundo. Alias, estava começando a achar que era hora de deixar os “alguma coisa” de lado para colocar “nomes nos bois”:

- Daqui a pouco vai anoitecer. Temos entrar. – disse Setsuna sem mover-se um centímetro sequer para se levantar. Realmente o inverno de Mahora era frio, mas era muito difícil também ter q acordar daqueles instantes de paz e afeto com sua protegida.

Konoka levantou a cabeça do ombro de sua espadachim apoiando-se com o cotovelo aproximando-se, para encará-la a menos de dez centímetros de seu rosto. A outra não teve como não ficar hipnotizada e levemente nervosa da aproximação inesperada:

- Podemos até entrar, mas não antes de uma coisa. – declarou com um sorriso levemente maroto fazendo Setsuna corar. A quase-maga ainda demorou alguns segundos se deliciando daquela sensação gostosa de se aproximar devagar até beijar carinhosamente os lábios da sua guardiã, sem pressa nenhuma.

Quando se afastaram a meio-uzoku tinha um sorriso incrivelmente ainda maior e mais abobalhado que antes. Um sorriso puramente feliz, como só era possível ver naqueles dias junto de Konoka. Encarava apaixonadamente aqueles olhos que tinham um brilho único, que a encarava do mesmo modo profundo. Era um mar sem fim que as capturava inteiramente:

- Realmente não poderíamos voltar ao mundo real sem isso. – concordou Setsuna falando num tom sussurrado, tocando o rosto de Konoka enquanto levantava-se alguns centímetros para provar novamente os lábios que a fazia esquecer de tudo. O calor daquele contato as fazia perder mais a noção do tempo, perdidas nas caricias românticas que se davam sem pressa.

Depois de mais alguns momentos na realidade que era apenas das duas, Setsuna se viu obrigada a acordar e trazer Konoka consigo. O vento começava a ficar bem mais frio, não poderia demorar mais ali no terraço:

- Agente pode vir pra cá de novo amanhã Set-chan. – sugeriu a quase-maga pensando em ter mais momentos de paz (e mais alguns beijos também *vergonha*) com sua “já na hora de ser mais que alguma coisa”.

- Provavelmente não vai dar Kono-chan, acredito que o inverno não vá mais ser manso assim este ano. – respondeu observando as carregadas nuvens que vinham chegando do horizonte sobre Mahora. A outra fez beicinho por não poder realizar todas as suas vontades mimadas todos os dias. Que mundo cruel! Mas decidiu não insistir, afinal não adiantava teimar contra a natureza, pelo menos enquanto ela não sabia nenhuma magia de manipulação do clima.

- Será que o Negi conseguiu encontrar algo lá na ilha biblioteca? – perguntou-se Konoka lembrando-se derrepente de assuntos relativos ao mundo mortal e real para o qual deviam retornar.

- Espero que sim. – Setsuna fintou a distante ilha biblioteca que era visível daquele terraço. – É algo importante para o Negi-sensei.

Konoka fintou o rosto da espadachim com um sorriso felino que esta não percebeu, distraída com os olhos pela paisagem da cidade acadêmica que se podia ver dali. Inesperadamente a quase-maga atirou-se em cima da outra entrelaçando seu pescoço com os braços, fazendo Setsuna sentir o coração pular escandalosamente no peito:

- Ko-Kono-chan? - diferente de como seria a um mês atrás, apesar de ter ficado nervosa a meio-uzoku não pulou para trás ou teve um infarto mortal. Mas Konoka não iria se dar por vencida assim tão facilmente sem fazer a outra ficar toda envergonhada e fofa como de costume.

- Me dá outro beijo Set-chan? – pediu no tom mais naturalmente fofo e meigo existente no mundo, fazendo Setsuna perder o ar de tanta beleza naquela visão. Ficou tão boquiaberta que realmente perdeu-se na fala como a outra esperava.

- Er.......er......... – tentava dizer a espadachim sem realmente conseguir formar o resto da frase corando sem conseguir se controlar, nervosa com a sensação do corpo desta colado no seu.

“Ai que fofa!” admirou-se a quase-maga sorrindo de modo ainda mais felino denunciando que se divertia com aquela reação tão lindinha da sua amada. Setsuna percebeu a intenção da sua “praticamente algo” e resolveu “entrar na briga”. Sorriu de modo misterioso chamando a atenção da outra:

- ?

- Claro Kono-chan. – disse Setsuna num tom firme que fez Konoka se arrepiar levemente antes de ter seu pedido realizado, e bem realizado diga-se de passagem, quando a espadachim se puxou mais pra perto beijando-a de modo apaixonado.

- Ah....... – Konoka ficou incrivelmente vermelha encarando uma sorridente Setsuna. Derrota, mas até que era muito bom admitir derrota se fosse assim.

“Que linda” encantou-se a uzoku enquanto a quase-maga tentava deixar de corar, soltando-lhe do abraço para segurar sua mão:

- Vamos, está bem frio aqui. – disse e Konoka seguiu-a sem dizer nada, ainda se recuperando a ótima derrota que sofrera. Estava profundamente feliz. Apenas três semanas de paz e Setsuna estava lidando cada vez mais naturalmente com o que sentia. Mesmo que ainda tivessem varias coisas pra enfrentar para viverem em paz aquele “quase algo” seria muito mais fácil enquanto Setsuna aceitasse daquela maneira o que sentia.

As duas caminharam calmamente até o quarto de Konoka, iriam esperar até Asuna e Negi voltarem da ilha biblioteca, quem sabe com boas noticias. Mas durante aqueles momentos de paz elas nem pensavam realmente sobre os outro, apenas em seus sentimentos.

“Tu me faz tão bem Set-chan”.
“Tu me faz tão bem Kono-chan”.








- PUNHO DO TROVÃO!!!

Uma rajada elétrica seguiu-se ao impacto do golpe que fez uma das invocações em forma de cavaleiro desaparecer instantaneamente diante do espadachim mágico:

- Uau Negi-bouzu, alasou! – elogiou Kuu Fei esquivando-se do golpe de outra das invocações com facilidade.

Negi, Kuu e Kotarô estavam em mais uma camarâ incrivelmente diferente e gigante que se escondia sob a ilha biblioteca. Aquela era a sala onde o mapa deixado por Magnus apontava, onde Nagi teria deixado a fonte de um poder incrível que o feiticeiro pretendia usar para seus fins obscuros (se não tivesse sido vencido pela Ala Alba, é claro). O caminho até ali havia sido completamente inofensivo, tirando a porta da camarâ que era na verdade um grande enigma de palavras e partes de uma fechadura mágica que Negi habilmente tinha desvendado (depois de três horas, mas desvendado!). Agora parecia que o último desafio era aquelas invocações que aparentemente brotavam do nada:

- Negi! Tem um grande atrás de ti! – berrou Kotarô de longe depois de mandar cinco cavaleiros longe usando os inugamis. O mago se virou e viu a figura de um enorme dragão voando em sua direção.

O jovem professor firmou sua base de kung fu causando um impacto que destruiu parcialmente o chão sob seus pés, ganhou impulso e pulou contra o monstro invocado, a mão coberta de poder mágico concentrado.

- Soco aéreo da base do cavalo..... ONDAS DE TREVAS!!! – berrou atravessando com seu soco cheio de magia o dragão de uma vez. O montro desapareceu no ar quando Negi colocou os pés novamente no chão. Tinha sido o último, Kotarô e Kuu tinha assistido seu golpe calmamente.

- Ce num acha que ta viajando muito com essa de misturar kung fu com golpes de magia Negi? Daqui a pouco parece coisa de anime. – comentou o meio-kuzoku parecendo levemente irritado com a perfomance do amigo.

- Cebolinha, acho que está ali o tal “X” do mapa que você tem. – apontou Kuu Fei para uma bancada iluminada bem ao longe (incrível como existem coisas desproporcionais a realidade dentro da ilha biblioteca). Não era possível ver o que havia sobre o pedestal por causa da luz, mas Negi subiu no seu báculo e voou pela imensidão da sala a toda velocidade na direção do tal objeto.

Aquilo não lhe cheirava bem, tinha sido fácil demais chegar até ali e conseguir o tal “poder”. Não acreditava que mesmo seu pai esconderia tão mal algo tão poderoso e potencialmente perigoso. Havia algo errado:

- Negi-bouzu fica sempre muito empolgado quando o assunto é algo relacionado ao pai dele né? – comentou Kuu Fei correndo junto com Kotarô para alcançar o jovem mago.

- Hunf

Ao chegar no pedestal Negi pode ver o que havia ali. Estranhou de primeira, mas seu queixo caiu quando ele tomou o objeto e analisou melhor. Estava certo em achar que estava fácil demais:

- O que é? – perguntou Kuu Fei curiosa antes de poder ver do que se tratava.

- Um livro?! Mas que droga de poder é esse? – questionou Kotaro vendo Negi passar as páginas com uma expressão cada vez mais assombrada.

- O que tem aí Negi-bouzu? Por que essa cala? – Kuu Fei estava já impaciente de tanta curiosidade.

- Aparentemente são instruções, talvez para encontrar o tal poder, ou não, mas........ não tenho certeza. – disse Negi concentrado nas páginas.

- E como pode não ter certeza? Num sabe mais ler não?

- Não é isso.... o livro está.... completamente codificado,
criptografado como diriam na linguagem de computação. E parece um bom código...... bom demais.

- Essa não, agola enrolou tudo de novo...... – gemeu Kuu Fei que achava vencer desafios intelectuais milhões de vezes mais difíceis que batalhas contra centenas de monstros.

Negi observava cada folha. Seu pai tinha caprichado daquela vez. Isso o deixava mais curioso para descobrir afinal que poder era aquele. Observando aquele código aparentemente sem sentido ele não conseguia deixar de lembrar-se da mensagem que recebera de seu pai na última tentativa de encontrar alguma pista.

“Mais sorte na próxima vez.”




-CONTINUA-



Comentem! Se gostaram, se não gostaram, se não gostam dos fics do K-A-S xD Comentários ajudam a melhorar sempre o nosso trabalho.

Essa semana ainda teremos mais novidades, fiquem atentos!

Matta ne!
segunda-feira, 8 de março de 2010
Posted by LKMazaki

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -