Archive for 2009

Shoujo-Ai




Shoujo-ai/Yuri é uma classificação de mangá que vem conquistando seu espaço no mundo dos quadrinhos. Para tanto, ele se adaptou, mudou, se expandiu para outros lados. Não mais apenas romances entre amigas de colégio feminino, o "amor entre garotas" descobre que o amor pode aparecer em tramas mais elaboradas e incluído de outros estilos. Portanto, uma análise desta cronologia será abordado aqui.




Em sua origem, o shoujo-ai/yuri não era abordado em mangás, mas em doujinshis, onde as personagens normalmente tinham nome "Yuri"(um nome comum no país). O "Yurizoku" (tribo dos lírios) alcançou a fama e começou a ser adaptado em mangás Porém, o preconceito continua, mesmo que incuberto por uma camada de liberdade. Esta camada é dada pelo fato de no Japão ser considerado natural relações entre pessoas do mesmo sexo, mas que se considera que os jovens não permaneçam assim durante a fase adulta, senão, o preconceito se dá por concreto.




O primeiro shoujo-ai que achei infomação foi Hana Monogatari (Lendas das Flores), criado por Yoshiya Nobuko, forte influencia para o futuro sucesso Maria-sama ga Miteru. Porém, prefiro começar este histórico pelo estilo shoujo-ai por A Rosa de Versalhes(1979). (Você: "Mas esse mangá é shoujo-ai?") Na verdade, eu não sei. Mas o que importa nele é o estilo. Classico, delicado, estilo "Principe/Princesa", é uma inspiração para muitos mangás, e um deles é: Shoujo Kakumei Utena(1997). Sim, Utena-sama. O clássico dos clássicos dos shoujo-ai. Um estilo francês, nobre, "cavalheiro e princesa", Utena é uma garota completa. Uma princesa que deseja ser principe. E ainda tem gente que diz que não é shoujo-ai (u.u).



Tenjou Utena protege Himemiya, garota estilo "Rukia"(Bleach): Tem o poder para acabar com os caras, mas no final fica em cima de um castelo esperando ser salva. A afinidade entre as duas é tão grande que se transforma em um lindo amor (veja o penultimo episódio, veja a cena na sacada e se disser que aquilo não é mais do que amizade você é um santo inocente demais u.u). Com um final um tanto trágico, e confuso (pelo menos no anime - não li o mangá ainda -.-), Shoujo Kakumei Utena tornou-se um clássico imperdível para os fãs do estilo.




Nestes tempos, alguns autores já se arriscavam levemente a deixar "pistas" sobre personagens homossexual. O Clamp que o diga. Quem nunca percebeu que Tomoyo era um pouquinho além da conta com Sakura? A adoração da garota em filmar sua amiga e notar até que as orelhas dela e de seu irmão eram identicas assusta um pouco. Yukito e Touya nem se fala, concordam? Aqueles dois "amiguinhos" nem precisam ser comentados, eles eram tão descarados que ninguém nunca teve duvidas deles.




Miyuki-chan in Wonderland(1993), é um exemplo shoujo-ai/yuri um pouco menos conhecido pelos seres normais fãs do Clamp, mas até bem conhecido de quem gosta deste estilo. Paródia de um clássico literário, Miyuki-chan é uma garota que vaga por mundos loucos e cheio de garotas atraentes. A satira tem um belo grau homossexual e acabou por ser uma comédia bem querida por quem procura por algo fora do comum.




Mas o Clamp não é o único a se destacar por esse tipo de obra ou detalhe. Akamatsu Ken (Love Hina, Negima!) tem uma certa mania de colocar estes detalhes em suas obras. Em Love Hina(1998), Kaolla percegue Motoko e a chama seguidas vezes de "amante". Claro, este exemplo não vale exatamente, já que Su é um tanto fora do comum e não tem muita maldade. Já em Negima!(2003), a história é outra. Como devem saber, neste mangá existe um casal shoujo-ai bem estilo "cavaleiro/princesa" que, incrivelmente, tem uma das maiores aceitações por parte dos leitores que já se viu. Setsuna, a espadachim protetora, acabou por ser a personagem mais querida do mangá do mini-professor. A dedicação da guerreira firmou um vinculo forte e duradouro com os fãs, ganhando mais de 6 vezes o prêmio de queridinha dos negimáticos.




Após este momento “analisando animes com algumas pitadas de shoujo-ai”, podemos começar a analisar mangás mais recentes como Strawberry Panic e Maria-sama ga Miteru, que marcaram uma geração de "colegiais de colégios femininos religiosos que se interessam por suas amiguinhas, são refinadas, e se comprimentam falando 'Gokigenyou'". Não que eu não goste deste estilo, na verdade eu gosto muito de Strawberry Panic e provavelmente gostarei de Marimite, porém, parece um pouco exagerado que todos os animes deste estilo, desde Utena, tenham este clima "maduro e intelectual". Para mim, mais vale uma história mais perto do verídico, mas talvez esse seja o real no Japão, romances escondidos em escolas lotadas de garotas vestidas de colegiais “inocentes”.




Não estou aqui para falar do meu gosto pessoal, então continuemos com nossa tragetória: mangás shoujo-ai que não são os mais queridinhos dos otakus, mas que mesmo assim precisam de destaque. Yami to Boushi to Hon no Tabibito (2003, “Escuridão, o Chapéu e o Viajante dos Livros”), ou melhor, Yamibou (nome grande filho da.. xD), teve uma discreta passagem pelo mundo dos animes, porém, deixou algumas marcas curiosas. Pitadas de Yuri(Yuri, não shoujo-ai), MUITAS pitadas, melhor dizendo. Puxando muito para o estilo-irmão do aqui citado, Yamibou descreve uma história de amor entre irmãs, que na verdade não são irmãs, uma some simplesmente do nada e a outra vai atrás desta, se transportando por mundos diferentes dentro de livros (me lembro até hoje o mundo onde tinha tremores por que um bichinho ficava rasgando uma folha o.o).




Outro mais escondidinho e também romance entre irmãs (o.o) é Candy☆Boy(2007), que foi lançado somente na internet(o que é surpreendente). Ele chegou a ser bem anunciado, mas não tenho muito conhecimento de pessoas que assistiu ele. Achei bom, é bonito, o traço é lindo, mas é estranho, elas não parecem muito irmãs, muito menos gêmeas. Apesar de tudo, é algo a ser visto, afinal, é mais um neste estilo.




Pulando um pouco o tempo, para os dias de hoje, este ano está lançando três animes de mangás muito interessantes (cada um com suas características). Primeiro: Kanamemo. Quem leu o último post que fiz, já o conhece. Uma ótima comédia que está em seu 10° episódio atualmente, e irá até o 13°. Ainda há tempo! Vejam! Ele mostra uma realidade bem legal, pois ele é bem afastado do clima escolar. A história é de uma garotinha que acaba por morar junto de garotas entregadoras de jornais, sendo que a primeira vista de duas delas é destas se beijando! Sim, é um anime ótimo, e MUITO, mas MUITO engraçado.




O segundo anime que falo é Aoi Hana(ou Sweet Blue Flowers). Um romance bem romance mesmo. Não procure por ação, tremendos clímax, o melhor deste anime é o final, e como você acaba gostando de algumas pessoas, e simplesmente fica se remoendo com outras. É uma série de puro dia-a-dia de duas jovens, que acabam se relacionando com alguém, mas que descobre que este alguém está numa situação muito mais difícil do que se pensa. Ótimo mangá, eu o conheci um pouco antes de sair o anime, e se nota poucas diferenças entre os dois. Uma delas é a diminuição das comédias para enfatizar mais o drama na história. A arte é linda, os cenários principalmente. Vejam e não se arrependam. Muitos dizem ser um tanto parado, mas eu acho muito bom. Ele é delicado, portanto deve ser visto com paciência e observação equivalentes.




Agora, o terceiro, que ainda esta para ser lançado, é o meu queridinho Sasameki Koto (“Palavras Sussurradas”). Conta a vida de Sumika, uma garota que é apaixonada por sua colega de classe, Kazama, que gosta de garotas fofas, o que Sumika definitivamente não é(Será? Pra mim ela lembra a Motoko de Love Hina – Braba, mas doce por dentro e não é tsundere). A história é ótima, o traço é bem legal, não puxa pro estilo de ninguém desse estilo (Apesar da protagonista desse ter aparência parecida com a de Aoi Hana), é passado em um colégio misto, o que é ótimo, tem bastante comédia, mas nos últimos capítulos lançados em inglês tem tido muitos momentos sérios, o que é ótimo. Os personagens têm historias por trás, e não ficam naquele “rotulo”. Conheci esse mangá quando anunciaram que viraria anime, fui dar uma olhada e me apaixonei. É a palavra certa: apaixonante. Ele é leve, mas não nos tira da realidade. Por incrível que pareça, ele aborda muito mais do que romance e comédia, ele ultrapassa as barreiras. Acima de tudo, as personagens não são apenas yuris, são pessoas com qualidades e defeitos, normais como qualquer um, e não garotinhas perdidas em um mundo fechado em um colégio feminino.



Por ultimo, e não menos importante (obviamente u.u), tenho que falar o que é uma das minhas maiores influencias. Kannazuki no Miko(Não faço idéia da tradução, só sei que tem algo a ver com sacerdotisas). Clássico, totalmente clássico. Nada como uma boa história trágica entre duas garotas mais do que destinadas a ficarem juntas e ao mesmo tempo não para ter uma legião de fãs. Kannazuki é assim, incrível, bonito, sofrido, e tocante. Cada sentimento das personagens nos faz sentir exatamente aquilo, nada além daquilo. Uma aventura linda, que trás em pouquíssimos episódios dúvidas, temores, lagrimas e um final de arrasar. As Mikos sempre serão lembradas pelos seus fãs.




Imagino que este post ajude o pessoal a entender como o mundo do shoujo-ai não é pequeno, e cada vez irá se difundir mais entre os otakus. Fico feliz de manter este blog por este período, mesmo que com dificuldades. Para cada um que ler este blog, obrigado.
quarta-feira, 23 de setembro de 2009
Posted by Se-chan

Resenha - Kanamemo (かなめも)


Ficha Técnica:

Nome: かなめも (Kanamemo)

Gênero: Dia-a-Dia, Comédia

Temas Principais: Loli, Moe, Shoujo-ai

Tema de Abertura: "Kimi he to Tsunagu Kokoro (君へとつなぐココロ)" - Interpretado por: Aki Toyosaki, Kaoru Mizuhara e Rie Kugimiya.

Tema de Encerramento: "YAHHO!!" - Interpretado por: Yui Horie.

Sites: Site Oficial(StarChild), Site Oficial(TV-Tokyo)



Resumo:

Nakamachi Kana morava com sua avó até que esta falece e acaba (após ficar com medo de ser levada, junto com os móveis que estavam sendo retirados da casa) fugindo e ficando na rua. Enquanto procura um novo lar, vê um aviso em frente há uma loja de entrega de jornais () de procura por novos moradores/empregados. Quando pensava que tinha achado o local perfeito, a menina vê duas garotas saindo e se beijando(!?). Após alguns incidentes, Kana começa a morar no local.





Personagem - Dubladora

Kana Nakamachi - Aki Toyosaki

Yuuki Minami - Aya Endo

Hinata Azuma - Eri Kitamura

Saki Amano - Kaoru Mizuhara

Mika Kujiin - Rie Kugimiya

Yume Kitaoka - Ryou Hirohashi

Haruka Nishida - Yui Horie

Marimo - Mikako Takahashi






Fansubs:


Animes Warehouse

CoRe Anime Fansub


Número de Episódios: 13


Autor Original: Shōko Iwami


Informações Encontradas Em:

AnimeBlade

AnimeNewsNetwork



segunda-feira, 7 de setembro de 2009
Posted by Se-chan

Tales of the Revolution 04

by Mazaki


Revolution 04: Tempo de mudança
                A pequenina criatura esperava naquele confortável e aconchegante buraco no tronco da árvore, no pequeno parque próximo a estação de trem da cidade. Era de manhã e poucas pessoas passavam por ali, no máximo estudantes conversando animadamente indo para a escola, sorte a sua que não havia sido notado por ninguém, por que com certeza isso teria causado um incomodo tumulto como o da última vez que havia conhecido a prisão junto com sua amável dona. Realmente os humanos são estranhos, fazendo confusão desnecessária.
                Alias, onde estava sua dona naquele momento? Nunca havia passado uma noite sem sua amada criadora, ainda bem que era bem adulto e não tinha medo por coisas bobas, mas de todo modo se preocupava com ela: estaria bem? Talvez tivesse sido presa por algum motivo aleatório!! Ou pior.... dormido na rua, por ai.... isso o assustou muito realmente. Tinha que procurá-la! Ele era afinal o guardião dela! Como ousava ter repousado tranquilamente (nem tãaaao tranquilamente assim) naquele confortável buraquinho sem saber onde sua dona estava??? Droga, mais um pouco e poderia chamar-se de rato, apesar de que algumas pessoas já o haviam chamado assim, mesmo sem ele entender o porquê.
                Sacudiu a poeira da noite paradinho ali na árvore e olhou ao redor, talvez tivesse e procurar um bocado, mas com certeza a encontraria! Nossa, por que tudo nos últimos tempos tinha que resultar em uma busca? Provavelmente tinha adquirido a mania da dona, é o que dá dividir a cama por tantos anos:
                - Ele deve estar em algum lugar por aqui, tenho certeza. – escutou uma voz calma falando de um pouco mais além da árvore, ele se assustou porque estava prestes a saltar para o chão e teve que se segurar abruptamente. Estaria enrascado se as pessoas o levassem para o tão abrigo de animais! Mas, aquela voz........?
                - Como é que consegue saber a localização dele assim Himemiya? – perguntou outra voz feminina mais forte. O animal se arrepiou totalmente ao escutar aquilo. Não podia, simplesmente Não podia acreditar no que tinha escutado!!! Depois de tanto tempo! De tantas aventuras perigosas que enfrentara com sua dona.... finalmente... não podia acreditar!!
                Esperou durante mais alguns instante escondido até que Anthy Himemiya e Utena Tenjou entraram no seu campo de visão, andando lado a lado, como há tantos anos atrás. Estavam mais velhas agora, mas ainda assim tinham a mesma aura de antes, andando lado a lado, procurando de um lado para o outro por algo.... algo? Estavam procurando por ele! E ele esteve os últimos anos todos esperando por aquele momento!! Sim, era a Utena!!!
                - CHUUUUUUUUUU!!!! – berrou o pequenino macaco saltando da árvore direto para cima da cabeça da garota que se protegia do frio com um blusão grosso. Utena quase berrou ao ver a forma arroxeada vindo na sua direção, mas seu jeito ‘príncipe’ a impedira. Anthy abriu um enorme sorriso ao ver a amiga quase cair no susto.
                - Chuchu!!! – berrou a garota de cabelos rosa agarrando o animalzinho e abraçando com sua força descomunal, fazendo o bichinho até reclamar em meio aos berros de alegria. – Que bom te ver Chuchu!!
                - CHUU!! – concordou o macaquinho balançando os bracinhos de cima da mão da garota. Ele guinchava sem parar olhando para Himemiya e Utena, estava realmente feliz demais.
                - Sim chuchu! Encontramos! – concordava Anthy feliz, demonstrando como dividia a alegria e agitação da mascote. Realmente aquecia o coração da ‘príncipe’ ver como sua princesa tinha crescido. Sua?! Desde quando ela achava que Himemiya a pertencia?! Que tipo de pertencer era aquele?! Bem, se fosse de um modo um pouco diferente do que na época que ela era a Noiva da Rosa.... hein?! Mas que diaxo estava pensando afinal??
                Depois de alguns minutos de agitação os três se sentaram na grama para comer os sanduíches que a morena misteriosamente preparara, mesmo sem Utena saber quando (ela dormia?). Comeram um bocado antes de a própria puxar o assunto mais urgente a ser tratado, com o Chuchu(?!):
                - Chuchu.... eu e a Utena precisamos te dizer algo... – a outra engoliu em seco, sabia que o macaquinho não seria nada a favor do que elas haviam decidido. – É sobre o Fim do Mundo...
                Utena observou calada enquanto a outra resumia o fato de que estavam novamente muito encrencadas, e que aquilo afetaria ele, Chuchu, também, de um modo que ele não iria gostar nada:
                - Por isso, Chuchu, não queremos que você corra riscos, não deve viajar conosco. – terminou Anthy esperando a pancada atingi-la. E esta veio, na forma dos berros de protesto do macaco. Chuchu incrivelmente parecia ter até esquecido da comida para reclamar, a mais alta não conseguia entender a linguagem dele como Himemiya, mas tinha certeza de que estava protestando veemente contra deixá-las enfrentar aquele perigo todo sozinhas.
                - Eu sei que você é muito importante durante essa batalha Chuchu, mas não é disso que estamos falando... – argumentava a morena, realmente era uma cena no mínimo pitoresca, ver a mulher e o macaco discutindo o que fariam para enfrentar um homem tão poderoso que era conhecido como o Fim do Mundo. Alias que mulher linda era aquela que discutia com o animal. HEIN?!?! “DESDE QUANDO EU VIREI RETARDADA????”.
                -Chuuuu..... – Chuchu realmente não estava conformado, pra falar a verdade as duas garotas também não. Sentia tantas saudades daquela época que os três eram como uma família que o desejo delas era de poder reviver logo aqueles tempos, porém.... não faria sentido algum reviver aquilo se fosse fugindo do Fim do Mundo, enfrentando constantemente o perigo da morte.
                - Chuchu, tudo o que queremos é acabar logo com tudo isso.... – tentou confortar Utena, sendo realmente sincera. – Não sabe como eu quero poder logo voltar àquela nossa rotina boba, mas tão divertida. – completou sorrindo, sorriso que pareceu acalmar um pouco o animalzinho.
                Apesar de saberem que corriam risco quanto mais demorassem a partir daquela cidade, elas deixaram as horas daquela manhã correr sem pensar muito. Ficaram ali com Chuchu, brincando, conversando e rindo. Era como se Utena e Anthy tivessem firmado um pacto sem palavras de reviverem um pouco o passado antes de enfrentar o duro futuro que as esperava logo à frente.
                Para Utena, poder novamente sentir aquela sensação de conforto, como quando se esta com sua família, seus entes mais queridos, era reanimador. Havia tido sonhos nada agradáveis na última noite, flash de lembranças terríveis e cenas imaginárias de um destino não muito melhor. Naquele momento tudo o que queria era desfrutar do seu milagre, da companhia de Anthy, de seus sorrisos agora tão mais leves, de suas palavras que soavam tão belas aos seus ouvidos, não importa quais eram. Era ela, que tanto queria libertar, a pessoa que a fazia ter se tornado o que era, um projeto mal acabado de príncipe, ou simplesmente uma garota com idéias completamente alheias a realidade do mundo.
                Anthy sentia o coração aquecido de uma felicidade pura, o sentimento que tanto esperara durante esses anos de busca. Tantas coisas passou por aquilo, desde o começo na verdade. Desde que se tornara a Noiva da Rosa ela esperou, esperou apenas para poder ser feliz. Por muito tempo deixou de acreditar que a felicidade era possível para todos, afinal vivia na mais cruel prisão, para sua alma e seu corpo. Mas aquela garota revolucionária tivera a coragem de mudar seu destino.... para salvá-la.
                - Er.... Himemiya? – chamou sem jeito a garota de cabelos rosados, vendo o olhar perdido da outra na direção dela se prolongar por longos minutos.
                - S-Sim?! – estalou a garota corando, apesar de a sua pele morena disfarçar bem o rubor.
                - Er.... – Utena notou do mesmo modo desajeitado da outra, ficando também envergonhada por isto. – Talvez.. seja melhor nos apressarmos, não acha?
                - O que? – Anthy olhou rapidamente o relógio, percebendo que já passava da metade do dia. – Nossa! O tempo passou rapidamente mesmo! – surpreendeu-se.
                Chuchu ficou instantaneamente com uma cara tristinha, deitado na perna de Utena que sentiu uma dorzinha no coração. Por mais que amassem o Chuchu... alias, exatamente por amá-lo, elas tinham que ir sozinhas. Rapidamente Himemiya guardou tudo o que haviam espalhado e pegou o macaco no colo:
                - Chuchu, sei que vai saber encontrar seus amigos, então fique com eles até que tudo tenha passado. – pediu a garota séria para o animal.
                - Chu... – concordou emburrado Chuchu.
                - Chuchu... nos te amamos... ta? – disse Utena. Droga, como logo ela, uma garota durona estava tão afetada por aquela despedida? Bom, talvez o sentimento forte que tinha pela pequena mascote fosse o culpado, ele era quase um filho, tão próximo, tão amoroso.... “Droga! Controle-se Utena!”.
                O macaquinho ficou sem palavras diante da declaração da garota, parecia que se ficasse muito parado as lágrimas escorreriam do seu rostinho. Então sem dizer nada ele pulou na árvore e partiu pelas copas o mais veloz que pode, sem nem parar para um último olhar:
                - Assim até eu ia chorar Utena... – comentou com um sorrisinho triste Anthy.
                - Ah Himemiya, não precisa falar assim!! – ela já estava se sentindo culpada e mexida o suficiente para escutar aquela opinião. – B-bom, de todo modo temos q              ue voltar e preparar nossas coisas. – disse a garota firmando a voz e começando a caminhar na direção da saída do parque acompanhada pela morena.
                - Sim... afinal se a carta do Fim do Mundo já te alcançou... é melhor não esperarmos o que mais pode aparecer. – Utena fez uma cara mal humorada e ficou em silêncio uns segundos antes de retrucar.
                - Mas não estamos mais em Ohtori, ele não pode fazer nada contra nós aqui...
                - Utena...
                - Utena?!
                - Kaido?! – surpreendeu-se a garota-príncipe vendo-se de frente para o amigo, este por sua vez parou analisando a visão que estava tendo: sua amiga Utena lado a lado com a tal amiga que nem se lembrava que existia até ontem, as duas alias parecia que agora se lembravam muito bem uma da outra, afinal estavam conversando num tom reservado até agora pouco.
                - Porque você não foi à aula hoje Utena? – perguntou sem enrolação o garoto.
                - Bom... er... olha, eu a Himemiya, nós...
                - Himemiya? Então se lembrou mesmo da sua amiga, pelo tom que fala. – comentou Kaido com um tom anormalmente sério deixando Utena desconcertada.
                - Bom... sim.
                - Kaido-kun, eu e a Utena temos assuntos urgentes que precisam ser resolvidos, não podemos demorar muito. – interveio Anthy sorrindo para o rapaz que amenizou a expressão do rosto.
                - Assuntos? Como podem ter assuntos se Utena nem se lembrava de você ontem?
                - Bom.... – pelo visto o jovem ia ser mais insistente e inconveniente do que esperavam.
                - Utena Tenjou... – disse uma voz masculina rasgada às costas de Kaido. Os três jovens viraram para ver quem seria, afinal nenhum deles reconheceu aquele timbre.
                Eles deram de frente com um homem magro e alto, com feições amargas e um rosto cheio de cicatrizes. Ele trajava um sobretudo pesado com chapéu, o que o escondia quase por completo. Num primeiro instante Utena não entendeu porque se sentiu tão ameaçada por aquela presença, mas muito em breve saberia:
                - Quem.... – começou Kaido boquiaberto, provavelmente a aura do homem havia impressionado o jovem também.
                - Você não pode escapar do Fim do Mundo, Utena Tenjou. – disse o misterioso homem com sua voz nada amigável fazendo as garotas sentirem o mais profundo choque. Sem perceber Utena se colocou a frente de Anthy protengendo-a. Era difícil acreditar que tinha realmente escutado aquilo.
                - Hein? Fim do Mundo? Que papo é esse cara? – questionou Kaido esquecendo-se de ser polido na maneira de dirigir-se ao estranho.
                - Não se intrometa em assuntos que não lhe interessam garotinho. – disse o estranho tirando.... duas rosas negras do bolso do sobretudo. Rosas..... Ele prendeu uma na própria roupa e sorriu ameacadoramente na direção de Utena. – Crianças inocentes não devem saber das coisas dos adultos.... – riu-se ele, agora sacando uma espada que estava escondida sob o tecido pesado.
                - Hei! O que pensa que está fazendo?! Isso é uma arma! Eu vou chamar a polícia! – ameaçou Kaido com a voz mais grave e retumbante, uma tentativa sem efeito de intimidar o homem que o encarou com um sorriso malvado no rosto.
                - Garotinho... isso é uma batalha contra um príncipe fugitivo, plebeus deveriam ficar quietos.
                - Príncipe? Mas.. oQ!.... –ia questionar Kaido quando levou um golpe certeiro do cabo da espada na boca do estomago, a força aplicada foi tanta que ele tombou violentamente pra trás, completamente desacordado.
                - Kaido! – berrou Utena falando pela primeira vez desde que o homem apareceu. Não conseguia acreditar que realmente aquilo estava acontecendo, um homem, um duelista..... rosas negras, o que aquilo tudo significava?
                - Tome criança, precisa disso para duelar. – disse ele jogando a outra rosa negra para Utena que a segurou, fintando em choque a flor sinistra. – Essa rosa é especial sabe... se for despedaçada, você não terá como se mover e eu poderei te levar até meu mestre.....
                “Mestre........?
                - O Fim do Mundo.
                Utena pode sentir Anthy prender a respiração de medo logo atrás dela. Droga, mas não tinha escolha, como escaparia do duelo? Espere….. mas... para ser um duelo...
                - Como pode haver um duelo se aqui não é a praça dos duelos, sem nem os sinos tocaram? – questionou a garota revolucionária, tinha que haver um meio de impedir que aquele duelo se realizasse, afinal, nem sequer tinha uma espada para lutar, nem havia um castelo com Dios para ajuda-la, alias, o que aconteceu com Dios?
                - Príncipe da Revolução... não és tu que realiza milagres, então mostre um de teus milagres para mim.... neste duelo! – exclamou o desconhecido colocando-se em postura de ataque, neste momento sinos soaram...... sinos..... havia uma pequena igreja ali perto, mas nem sequer era algum horário de sinos soarem.... mas...
                Os sinos soaram, o sinal do inicio do duelo.
                “Não pode ser..... isso, não pode estar acontecendo.......”  foi o único pensamento de Utena antes que o homem avançasse como um raio em sua direção.
quarta-feira, 22 de julho de 2009
Posted by LKMazaki

Tales of the Revolution 03


by:Mazaki


Revolution 03: O Selo da Rosa mais uma vez.
“Um selo de......... rosa?”.
“Jovem que sofre tamanha dor...”.
“O Fim do Mundo”.
“Pela revolução mundial!”.
“Atrás do portal da Rosa está o poder capaz de Revolucionar o Mundo”.
“Revolucionar...”.
“O Selo da Rosa...”.
“Utena-sama!”.
“O poder de Dios”.
“Você a ama não é?”.
“HIMEMIYA!”.
“Esse poder é capaz de realizar milagres”.
“Então eu me tornarei um príncipe!”.
“O poder de Dios”.
“Me desculpe fingir que era um príncipe... Himemiya...”.
“Capaz de realizar milagres”.
“Insistir não é tudo”.
“Himemiya.....”.
“Algum dia.... juntas?”.
“Não sabia? Eu sou uma tola”.
“Esse poder é demais pra você”.
“Eu só fui feliz de verdade na vida quando estive com você!!”.
“Pare! Você não sabe o que pode acontecer!”.
“E algum dia... juntas”.
“Realizar milagres”.
“Eu finalmente te encontrei!”.
“Milagres”.
“Você a ama não é?”.
“Milagres...”.
“Conceda-me o poder para Revolucionar o Mundo!!”.
            - U......... Utena.......
            O céu já estava escuro e a luz dos postes era uma laranja que ainda deixava um clima sombrio permanecer pela cidade toda. A sensação era de ter acabado de nascer-se novamente para o mundo. O vento era incrível, como se nunca tivesse sentido correr pelo seu rosto, observava o céu como se nunca o tivesse visto, depois de tudo..... tudo:
            - Utena.........?
            - Himemiya........
            Anthy observava com o coração aos saltos uma Utena com o olhar distante, como se pudesse ver acima do céu, algo realmente que soava irônico, já que seu sobrenome significava literalmente acima do céu. A carta com o selo da rosa jazia caída ao lado, um pedaço de papel aparentemente inocente, mas que carregava um significado sem fim, a morena sentia-se atordoada, mas não conseguia pensar naquele momento em nada além da garota a sai frente. Teria.... acontecido...?
            - Himemiya.......eu.........
            - Utena.........eu........ – a morena sentia um nó apertado na garganta mais forte toda vez que escutava seu nome ser dito no mesmo tom familiar, na mesma voz familiar, com a mesma expressão determinada que não estava ali a dois segundos..... tão familiar.
            - Eu..... cumpri a promessa.
            - ......
            - Eu te libertei......... não foi?
            - Utena....Utena...... – Himemiya foi até a outra abraçando-a pelos ombros deixando lagrimas escaparem. – Eu te encontrei....... eu te achei......
            - Himemiya.......
            - Você conseguiu...nós conseguimos... Utena....
            - Hime....... Himemiya.... – o coração de Utena batia forte, mas incrivelmente leve, podia sentir o da morena seguir o mesmo ritmo do seu. As espadas..... três anos.... havia vencido...
            - Utena.... – Anthy lutava contra as lágrimas que insistiam sem muito sucesso. Abraçava a outra o mais forte que conseguia, queria poder mostrar tudo o que sentira naqueles anos, tudo o que fizera, como ela estava feliz por tudo.
            - Eu realizei um milagre.
            Anthy terminava de preparar um chá atrás do balcão onde Utena estava quase deitada. Observava todos os movimentos da outra com os braços, parte do tórax e cabeça apoiados no móvel. Como era incrível poder observar aquele momentos simplório depois de tudo, não conseguia deixar de achar tudo magnífico, nem que fosse apenas o ato de servir o chá em duas xícaras que Himemiya fazia:
            - Aqui está Utena. – disse a morena depositando a xícara de Utena a frente dela e depois pegando outra e sentando-se de frente para essa. Utena sorriu.
            - Agora você pode me chamar apenas pelo nome... – comentou observando abobalhadamente o rosto de Anthy enquanto esta tomava um gole de chá. Ela era linda, mesmo quando se olhava de lado, com a cabeça caída nos braços.
            - É muito bom vê-la tão sorridente assim Utena. – disse Himemiya sorrindo diante do olhar besta de Utena que estalou e levantou a cabeça, assumindo um tom mais controlado.
            - Claro que estou feliz. Eu deveria estar morta e você ainda de escrava eterna, normal sorrir. – respondeu exagerando no tom de “desculpas para o sorriso bobo” o que fez a morena rir.
            - Você esteve me procurando todos esses anos Himemiya?
            Anthy observou-a um tempo antes de responder:
            - O que mais eu poderia fazer? Ainda me lembro da promessa do chá, agora faltam só sete anos. – respondeu sorrindo gentilmente. Utena nem reparou quando seu queixo caiu diante da resposta.
            - Himemiya...
            - É o que se faz quando se encontra o príncipe encantado, não concorda?
            Dessa vez Utena desviou o olhar corando. Também tinha sentido falta dessas falas tão cheias de significados entre as duas. Realmente era o que se fazia.... ela mesma tinha feito, apesar de que no seu caso o príncipe era na verdade uma princesa e um vilão pervertido:
            - Hime.... você está um pouco.....
            - Diferente? Acho que poder ter personalidade é interessante. – comentou a morena sorrindo fazendo a outra realmente sentir-se leve. Aquela, aquela era a Anthy que sempre quisera libertar, a verdadeira Anthy, seus sentimentos....... sentimentos.
            - Isso me deixa feliz – disse sem perceber a príncipe. – Sabe..... – ia continuar dizendo distraidamente a garota que ainda trajava seus uniformes masculinos quando seus olhos bateram na carta que sem nem perceber carregara consigo pra dentro de casa. O selo da rosa. Todo o significado. O que estaria lhe esperando quando abrisse aquele envelope? Anthy percebeu o que ela reparava.
            - Apesar dos meus esforços não fui a única a te encontrar. – disse com uma voz triste. Aquele brasão trazia lembranças ruins demais para não se arrepiar.
            - Hunf....Vamos ver o que o Fim do Mundo quer comigo... – Utena desgrudou o lacre com impaciência só parando quando ia virar o envelope por escutar uma exclamação assustada de Himemiya. Sorriu segura para ela. – Calma, se eu não tivesse aceitado o convite do Fim do Mundo nós não estaríamos livres agora.
            - Mas....
            - Você está incrivelmente linda com os cabelos soltos e sem aqueles óculos sabia Himemiya? – comentou Utena fazendo Anthy distrair-se completamente da carta e encarar seus olhos azuis.
            - Utena.......
            A garota estalou sobre o que dissera e corou violentamente desviando o olhar. Havia ficado louca?! Por que estava falando daquele jeito? Por que encarava Himemiya daquele jeito?? Por que ela retribuía seu olhar igualmente???? Nunca se importara com a convivência tão próxima da garota, alias era o que há tinha feito tão feliz em Ohtori, mas.... por que agora parecia diferente? Bem, ela não tinha mais 14 anos.... talvez fosse apenas um novo estágio da amizade entre elas, onde os abraços não são mais só para consolar da tristeza, ou talvez onde algum outro tipo de carinho seja bem vindo..... HEIN?!?! Tinha pirado! PIRADO!!
            - Você está bem Utena? – perguntou Anthy tentando preocupar-se com a expressão da amiga ao invés de rir, como tinha vontade.
            - Tudo bem. – respondeu reassumindo a postura séria. – Deixe-me ver...
            As duas perdenram o fôlego por um instante, enquanto o selo terminava de ser removido do envelope. Aquele envelope que muito provavelmente continha algo que atrapalharia e marcaria violentamente a vida delas novamente. Utena virou o envelope de cabeça para baixo e um pequeno objeto caiu de seu interior: um anel.... um anel que ela conhecia muito bem.
            - !!! – Himemiya levou as mãos para cobrir a boca em uma exclamação de horror. As lembranças a apavoravam mais do que o que ela poderia prever que fariam, afogaram-na completamente. Lembrou-se em um segundo das espadas, das pessoas, do que o Fim do Mundo a obrigara a fazer, humilhando-a. Ela se sacrificara por ele, ela a usava como um boneco, lhe tirara os sentimentos, lhe aprisionara o coração e a alma, lhe obrigara a ferir Utena mortalmente. Era horrível demais, era uma marionete sofrendo a agonia eterna de milhões de espadas de ódio, não havia quem a salvasse, estava condenada a ser usada por toda a eternidade como um brinquedo para a loucura e luxúria do Fim do Mundo, onde estava seu príncipe que a livraria disso? Por que seu príncipe havia se tornando um monstro??? Quem????
            - Himemiya!! Himemiyaaaa!!
            Anthy abriu os olhos e viu a luz acima de si, escurecendo o rosto de Utena que a observava preocupada. Estava deitada, ainda parecia ser a mesma cozinha, mas vista de baixo. Podia sentir os braços de Utena a segurando:
            - Você está bem? Himemiya! O que houve? – a voz da garota soava preocupada. Lembrava vagamente os gritos de dor que dera por ela quando estava no duelo da revolução, mortalmente ferida, mas só enxergando o seu sofrimento. Por ela.... ela havia feito tudo por ela...
            - Não podemos ficar aqui, ele está atrás de nós. – disse com a voz mais fraca do que achava que sairia. – Ele vai usar todas as armas, não vai mais respeitar as regras, só quer a nós.
            - Mas... por que ele nos quer tanto assim? Não estamos mais no jogo dele. Nem estamos mais no mundo dele... – questionou Utena sentindo o estomago embrulhar com a possibilidade de se ver envolvida novamente pela trama do Fim do Mundo.
            - Ele quer o poder de Dios. Nós somos a chave que ele precisa para entender.
            - Chave.....?
            - Ele quer o poder de realizar milagres. Quer ser Dios novamente, quer destruir o mundo inteiro.
            - Himemiya.....
            Utena percebeu ali, encarando o rosto alarmado de Anthy uma verdade que temia ver: ela já estava envolvida novamente. Alias.... ainda não tinha realmente se livrado daquilo tudo, apenas virado o jogo a seu favor e de Himemiya, o que não significa que tinha terminado. Ajudou a morena a se levantar e encarou determinada seus olhos verdes, fez com a mesma determinação que havia se visto no dia que ela decidira libertar a “bruxa” de seu tormento eterno:
            - Não se preocupe Himemiya. Amanhã mesmo vamos partir, ele não vai colocar as mãos em você de novo. Eu juro.
            - Mas a sua vida.... a sua liberdade Utena... – Himemiya sentia novamente a culpa que a corroia durante o tempo que estivera junto da garota em Ohtori. – Você não precisa se envolver nisso tudo novamente. – sua voz era lacrimosa, fazendo a garota de cabelos rosas sentir uma dorzinha no coração.
            - Eu nunca vou te deixar sozinha de novo Himemiya. – respondeu fintando profundamente os olhos da outra. – O que eu poderia fazer se te abandonasse afinal....
            - ...............
            “Príncipe de nobre coração..... Utena Tenjou... meu príncipe”.
            “Não vou descansar enquanto Akio achar que pode fazer algum mal a Himemiya.
Ele vai descobrir o que é Revolucionar o Mundo!”.
Posted by LKMazaki

Wallpaper

Oi gente!
To colocando aqui um wallpaper made by me pra vcs o/

sábado, 4 de julho de 2009
Posted by Se-chan

= Menu :: Mangás =

Projetos Ativos:



Sasameki Koto
domingo, 7 de junho de 2009
Posted by Se-chan
Tag :

SASAMEKI KOTO - VOL 01 - CAP 01

OLA A TODOS! o/

Estou aqui, Se-chan, para trazê-los até que enfim o primeiro capítulo do mangá shoujo-ai Sasameki Koto!

Sasameki Koto conta basicamente sobre a história de uma garota de longos cabelos negros, de nome Sumika, que mora em um dojo onde se pratica karate, que é apaixonada por sua colega de classe e amiga de longa data, Kazama.

Kazama, garota de cabelos castanhos claros, delicada, há muito tempo se atrai por garotas fofas(o que, no caso, atrapalha Sumika, que não se acha nada disso). A introdução dá-se assim. Não há uma grande introdução, se conhece os personagens aos poucos, e os sentimentos das personagens são nitidamente sentidos no decorrer das páginas do mangá. Com um traço limpo, simples, Ikeda Takashi mostra o coração de uma garota de forma cativante, sendo hetorossexual, homossexual, ou qualquer outro rótulo. Uma garota é apenas uma garota, nada mais do que isto.


Links:

MediaFire

MegaUpload

4Shared

RapidShare

Ou

Leia Online






















































SASAMEKI KOTO
VOLUME 01
CAPÍTULO 01
TRADUÇÃO JP-ING: TEA
TRADUÇÃO ING-PT: KONO-AI-SETSU
TRADUÇÃO: SE-CHAN


OBSERVAÇÕES:

1. // .. // = PENSAMENTOS
2. / .. / = FRASES/OBS DO MANGAKÁ
3. ( .. ) = FRASES FORA DOS BALÕES


PÁGINA 01

HORA DO~

LANCHE!

RÁPIDO!
OS LUGARES BONS SERÃO OCUPADOS!

(YAKISOBA)
(PÃO!)

IEI, LANCHE~

POR QUE? FICAREMOS BEM MESMO SEM CORRER.

//MEU AMOR É UMA FLOR SOLITÁRIA -//

//QUE FLORECE E SE ALASTRA SEM NINGUÉM NOTÁ-LA.//

/UM FRÁGIL, LAMURIOSO AMOR RICAMENTE COMPOSTO PARA O NOVO ANO, PARA UMA FÁCIL LEITURA DE APENAS 24 PÁGINAS!/

PÁGINA 02

/O PRIMEIRO CAPÍTULO DA NOVA LEITURA PARA O NOVO ANO./

/"DOR" É COMPOSTO EM 24 PÁGINAS!/

/TODO MUNDO - SEMEIA EM SUA ADOLESCENCIA, TODO MUNDO - SEMEIA ALGUM CAMINHO PARA SEGUIR./

PÁGINA 03

POR QUE É TABOO SE APAIXONAR POR OUTRA GAROTA?

KAZAMA-SAN? (POR QUE AGORA?)

É A SUA DOENÇA COMEÇANDO DE NOVO?

QUE RUDE!

PÁGINA 04

EU SEMPRE ME SENTI DESSE JEITO!

AH... SIM, SIM.

EH?
JÁ CHEGA! PAREM DE CONVERSAR ENTRE SÍ DESSE JEITO!

//MINHA AMIGA KAZAMA ESTÁ APAIXONADA POR UMA GAROTA....//

NÃO É TÃO DIFERENTE...

NÃO NÃO NÃO. AQUI É UMA ESCOLA MISTA.

(ESTÁ COM ELA DESDE O ENSINO FUNDAMENTAL)

NÃO HÁ JEITO DELA SER ACEITA EM UMA ESCOLA FEMININA.

NA ENTREVISTA, ELES PERGUNTARAM A RAZÃO DELA QUERER ENTRAR PARA A ESCOLA E... SIM...

(É POR QUE EU GOSTO DE GAROTAS FOFAS!)

POR EXEMPLO, COMO EU?

(AH) DESCULPA,
EU GOSTO DE GAROTAS FOFAS.

PÁGINA 05

E...
QUEM É DESSA VEZ?

É SEGREDO!

//E ENTÃO SUA RESPOSTA.//

//PRIMEIRO EU PENSEI "QUE FEITIO BONITO."

//DEPOIS EU VI SEU LINDO DEDO, E ENTÃO...//

PÁGINA 06

COM LICENÇA, VOCÊ PODE ME AJUDAR?

AH, SIM!

POR FAVOR, TRAGA-O EM VINTE DIAS.

EU AGRADEÇO MUITO.

ALGO ERRADO, SENPAI?

PÁGINA 07

AQUI NÃO É UMA LIVRARIA,

ENTÃO "EU AGRADEÇO MUITO" SOA UM POUCO EXAGERADO, NÃO É?

E ASSIM QUE ELA É!

VÊ? ELA É FOFA, NÃO É? SENPAI É TÃO FOFA, NÃO É?

ISSO NÃO ERA UM SEGREDO?

SEUS HOBBIES SÃO LER E FAZER DOCES.

ELA TEM UM NAMORADO?

BEM, SE ELA É TÃO FOFA...

PÁGINA 08

ELA NÃO TEM NAMORADO!

MESMO QUE ELA NÃO TENHA NAMORADO, ELA PODE MUITO BEM GOSTAR DE ALGUÉM.

VOCÊ VAI APENAS CAVAR SUA PRÓPRIA SEPULTURA, DE QUALQUER MODO.

VOCÊ VÊM SENDO ASSIM DESDE O FUNDAMENTAL, KAZAMA.

VOCÊ COMEÇA A SE LEVAR PELOS SENTIMENTOS QUE VOCÊ MESMA CRIA.

DE QUALQUER JEITO, GAROTAS NÃO PODEM SE APAIXONAR UMAS PELAS OUTRAS.

POR QUE VOCÊ NÃO APENAS DESISTE?

PÁGINA 09

É-É... VOCÊ DEVE ESTAR CERTA!
BEM, KAZAMA-SAN É BONITA, ENTÃO TER UM NAMORADO...

(EU SÓ QUERIA APROVEITAR MEU LANCHE..)
(DESCULPA...)

//NA VERDADE,//

//EU ACHO QUE É SIMPLISMENTE ESTUPIDO.//

PÁGINA 10

P-POR FAVOR TRAGA-O EM NO MÁXIMO 30 DIAS.

EU AGRADEÇO MUITO.

AH.
O-OH NÃO!

EU DISSE DE NOVO...

PÁGINA 11

SENPAI, TÊM ALGUM GAROTO QUE VOCÊ GOSTE?

E-EU NÃO TENHO.

A VERDADE É QUE EU, COM RELAÇÃO A SENPAI...

OH, MESMO!?

... EU GOSTO DE VOCÊ TAMBÉM!

PÁGINA 12

HUH? VOCÊ NÃO ESTÁ INDO PARA CASA?

AH...

HOJE KAZAMA ESTÁ FUNÇÃO NA BIBLIOTECA.

NÃO SE ESQUEÇA DE FAZER AS PASES COM ELA.

EU ODEIO QUANDO A HORA DO LANCHE É ARRUINADA!

(EI, ESTAMOS INDO!)

PÁGINA 13

SER AMIGAS É UMA COISA BOA...

//TENHO MEDO.//

//QUANDO EU DISSER "EU TE AMO", A AMIZADE ESTARÁ ACABADA.//


BEM, EU DEIXAREI A CHAVE COM VOCÊ.

(SUPERVISORA)

T-TÁ!

EU ACABEI A PARTE DO DIÁRIO DE BORDO, ENTÃO VOU TE AJUDAR COM O RESTO.

AH, OBRIGADA.

PÁGINA 14

DIGA, KAZAMA-SAN,

TEM ALGUÉM QUE VOCÊ GOSTE?

N-NA VERDADE NÃO.

É MESMO...

VOCÊ SABE, MEU COLEGA DE CLASSE...

PÁGINA 15

DISSE QUE ALGUÉM GOSTA DE VOCÊ...

SE VOCÊ NOTOU... A PESSOA TAMBÉM DIZ "EU AGRADEÇO MUITO",
QUANDO EU VERIFIQUEI O LIVRO, HOJE...

É ELE. ELE SEMPRE

VEM PARA A BIBLIOTECA COM FICAR DE OLHO EM VOCÊ.

ENTÃO... ELE ESTAVA... PERGUNTANDO PARA MIM...

SE EU PODERIA EMPRESTAR MEUS OUVIDOS PARA ELE, UM POUCO...

PÁGINA 16

SENPAI!

PÁGINA 17

KAZAMA!

ESTÁ NA HORA DE FECHAR A BIBLIOTECA.

KAZAMA?

PÁGINA 18

//MESMO QUE ISTO SEJA O QUE VOCÊ PODERIA FALAR QUE ERA O QUE EU DESEJAVA.
NÃO ESTOU SURPRESA QUE MEU CORAÇÃO ESTEJA SOFRENDO.//

SENPAI...

SENPAI DISSE...

PÁGINA 19

//NINGUÉM DESEJA VER A PESSOA QUE AMA CHORAR.//

MAS O QUE...?
ISSO ABSOLUTAMENTE NÃO É SUA CULPA.

MAS SENPAI FEZ UMA CARA TÃO SOFRIDA.

ISSO É RESENTIMENTO INJUSTIFICADO!

QUE TIPO DE GAROTA ESTÚPIDA ELA É?
PARE DE CHORAR POR ESSA GAROTA. AGORA.

(NÃO DIGA ESSAS COISAS SOBRE SENPAI!)

(VOCÊ CONTINUA ATRAIDA POR ELA?)

PÁGINA 20

DESCULPA POR SER...

HMM?

UMA AMIGA ESTRANHA.

ESTRANHA E PALERMA.

EI, ISSO É MAU!

VAMOS CONTINUAR AMIGAS SEMPRE, OKAY?

PÁGINA 21

CERTO...

AH... QUE DROGA!

EU FICO ME PERGUNTANDO SE EU IREI SEMPRE TER EXPERIÊNCIAS DE AMOR NÃO CORRESPONDIDO.

//ISSO MACHUCA...//

PÁGINA 22

SERIA ÓTIMO SE EU PUDESSE ME APAIXONAR POR ALGUÉM

QUE ME AME DEVOLTA!

//ISSO MACHUCA, KAZAMA!//

PÁGINA 23

W-WOAH... KAZAMA-SAN, ESSE LANCHE PARECE ÓTIMO.

P-POSSO PEGAR UM?

O-OBRIGADA...

VOCÊ FEZ AS PASES?

(VOCÊ FEZ?)

DROGA! O QUE HÁ DE ERRADO COM VOCÊ!?

AHAHA, DESCULPA.

DE ALGUM JEITO, SUA REAÇÃO PARECE ENGRAÇADA, SABE...

PÁGINA 24

//MEU AMOR É...//

//UMA FLOR EM UMA ILHA ISOLADA.//

//QUE NÃO VAI FLORECER.//

EH?

O-O QUE!?

O QUE ACONTECEU!?

/POR FAVOR ESPERE ANSIOSAMENTE A POÉTICA DE IKEDA-SENSEI RE-ENTRAR EM CENA!/

/OLHE ADIANTE O PRÓXIMO CAPÍTULO!/



---------------------------------------------------

Comentem!!

Até a próxima!! o/
sexta-feira, 5 de junho de 2009
Posted by Se-chan

NEGIMA! 252

Por: Se-chan


GENTE!
Posso ser a pessoa mais negligente e baka do mundo, há razões para isso, mesmo assim me sinto culpada por ser tão descuidada com esse meu blog que sempre estará em meu kokorozinho. Mas um fato fez meu mundo parar há dois dias!!!

O capítulo 252 de Negima!.


Vocês devem estar se perguntando "e eu com isso?", "tá adiantado com relação ao que to lendo", ou coisas do tipo. Mas eu não ligo! Eu posto do mesmo jeito!

Quem não quer saber o que vêm em Negima adiante, não leia o resto do post!!
(Sim, esse escandalo foi pra ninguem me xingar depois)



*cof cof*
Pessoas que estão ainda aqui comigo, permaneçam lendo pq vão gostar, tenho certeza disso XD

Bem, irei-lhes dar um resumo do cap 252.
Sim, ele é Kono-Setsu, senão não iria postá-lo e nem ficaria abestalhada como estou, pq Negima não estava mais fazendo o efeito que deveria fazer em meu kokorozinho.

1° - Leia atentamente.

2° - As imagens (e o link de .rar) são em inglês.

3° - Traduzi todas as paginas Kono-Setsu (olhe as linhas abaixo das imagens e do link) - O resto das paginas não importa mesmo (pros fãs do casal, é claro) o/

4° - Escrevam suas opiniões, surtos, devaneios, felicitações para mim, que sou uma fã feliz, assim como vocês após a leitura.

5° - LEIAM LOGO!!! /o/

LEMBRETE PARA TODOS!
Quem fez a tradução para inglês desse lindo cap foi o Badam Scanlations o/
Agradeçam a eles viram!! o/
Tradução meio bom / meia boca o ingles para port: Euzinha! Se-chan o/
Links com o Capítulo + Tradução em txt:


Mediafire
Megaupload
Rapidshare
4Shared

Visualização online do Capítulo





































Tradução:

Página 01


VAMOS SET-CHAN, RÁPIDO~~!
HOJE NÓS VAMOS APROVEITAR O TEMPO JUNTAS!

DESEJANDO APROVEITAR O TEMPO, MAS AINDA INCAPAZ DE FAZÊ-LO...
AH, AS DIFICULDADES DE SER UMA ESPADACHIM!

C-CLARO, OJOU-SAMA...
MAS...
AH~!

VOCÊ TEM QUE RELAXAR DEPOIS DE TODO O TRABALHO NAS RUINAS!

M-MAS OJOU-SAMA, NÓS NÃO SABEMOS O QUE PODERÁ ACONTECER AMANHÃ...
NÓS DEVERÍAMOS ESTAR FAZENDO COISAS COMO...

HOJE É UM DIA ESPECIAL, ENTÃO ESTÁ TUDO BEM~!

Página 02

...ESSE É O MELHOR DIA DA MINHA VIDA!

HOJE
...

PERÍODO 252: MINHA PARCEIRA!

Página 03


AAAHHHH, COMO EU CONSEGUI DE ALGUM JEITO RELAXAR TANTO~~~~?!

(MAMÃE, OLHE ESSAS PESSOAS...
QUIETA QUERIDA, APENAS IGNORE-AS...)

O-O-O PODER TRANQUILIZANTE DE KONOKA OJOU-SAMA É ALGO A SER LEVADO EM CONTA!

EI, GAROTA, VOCÊ É BEM BONITA.

QUE TAL TOMAR UM CHÁ?

OH, CLARO!

...ESPERE...

COMO VOCÊ PÔDE PENSAR EM ACOMPANHAR UMA DUPLA DE CARAS DESSE TIPO PARA TOMAR UM CHÁ?!

O GRUNIDO...

HONESTAMENTE... VOCÊ DEVERIA APRENDER A SER MAIS CALTELOSA! NÓS SOMOS TODOS PROCURADOS POR PESSOAS QUE VOCÊ NÃO TEM NEM IDÉIA DE QUEM SÃO!

EHEHE~~~~ ENTÃO VOCÊ ESTÁ PREOCUPADA COMIGO, HUH, SET-CHAN~?

ISSO ME FAZ REALMENTE FELIZ~!

Página 04


AAAHHHHH, ESSE LINDO SORRISO INOCENTE...

QUANDO EU PENSO QUE HÁ APENAS UM ANO ATRÁS EU NÃO PODIA FALAR COM VOCÊ, OJOU-SAMA... MINHA CABEÇA ENTRA EM PARAFUSO E EU NÃO SEI MAIS O QUE PENSAR...


EU... É ISSO QUE ELES CHAMAM DE "FELICIDADE"? EU... ME PERGUNTO, SE ISSO É REALMENTE VERDADE...?

NÃO... ISSO NÃO PODE SER... PODE?!

É POR ISSO QUE EU ESTOU CAINDO COM RELAÇÃO HÁ CERTAS PESSOAS COMO TSUKUYOMI!!

NGH... O PREÇO POR ESSA GLORIOSA FELICIDADE É MINHA HABILIDADE COM A ESPADA...?

EU... EU REALMENTE SOU... UM FRACASSO COMO GUERREIRA!!

MAS ESPERE... SE EU NÃO SOU MAIS DIGNA DE SER UMA GUERREIRA, ENTÃO O QUE PODE SER FEITO..? QUEM IRÁ PROTEGER OJOU-SAMA...? NEGI-SENSEI..? HM...

EU POSSO DIZER QUE NEGI-SENSEI PODE FAZÊ-LO...

SEU CRESCIMENTO RECENTE FOI FABULOSO.. NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, O QUE ESTOU PENSANDO...?!

MAIS IMPORTANTE, EU CONSIGO VER ALGUÉM COMO EU, COM NENHUMA CAPACIDADE ALÉM DE MINHA TÉCNICA COM ESPADA, TRABALHANDO EM ALGUMA EMPRESA DO MUNDO À FORA?

ISSO VALE 840 YENS.
DEVO AQUECER A REFEIÇÃO PARA VOCÊ?

EU CONSEGUIRIA TRABALHAR EM UM SIMPLES TRABALHO DE MEIO PERÍODO EM UMA LOJA DE CONVENIÊNCIA... MAS EU REALMENTE PODERIA AJUDAR OJOU-SAMA COM UM SALÁRIO DE MEIO PERÍODO...?

HM? O QUE EU ESTOU PENSANDO...

O QUE HÁ DE ERRADO, SET-CHAN?

AAHHH! N-N-NADA...!

Página 10


AH~!
MEU BALÃO..!

CERTAMENTE UMA ANTIGA E PACÍFICA CENA...

COMO PODE ALGUÉM COMO EU OUSAR DESEJAR MAIS DO QUE ISSO...?

Página 11


ENQUANTO VOCÊ CONTINUAR HUMANA, VOCÊ NÃO IRÁ SE DEFENDER DE MIM!

VOCÊ TEM SE COMPORTADO COMO SE ESTIVESSE COM AS MÃOS NUAS...

A ESPADA...? OU A SIMPLES FELICIDADE...?

CERTAMENTE NÃO É POSSÍVEL GANHAR COM TODA ESSA FELICIDADE...

EU, QUE ERA UMA ESPADA COM A ÚNICA FINALIDADE DE PROTEGER OJOU-SAMA...

...FUI REDUZIDA HÁ MERA HUMANA...?

MESMO COM TODAS ESSAS HABILIDADES, VOCÊ PERMANECE HUMANA.

EU ME TRANSFORMEI EM UMA MERA HUMANA...

...E HORRIVELMENTE PAREI MINHA ESPADA NO PROCESSO...?!!

ISSO É TERRÍVEL...

NGH... COMO ESTOU AGORA...

EU NÃO POSSO ESPERAR PROTEGER OJOU-SAMA...!

SET-CHAN?

Página 12


TEM ALGO ERRADO?

ISSO É EXATAMENTE COMO EVANGELINE-SAN DISSE... REALMENTE, ELA ASSUME A SABEDORIA DA IDADE!

ENQUANTO PERMANECER AO LADO DE OJOU-SAMA, MINHA LÂMINA IRÁ ENFRAQUECER, E IREI ME VER INCAPAZ DE PROTEGÊ-LA...!

O... O QUE NA TERRA...

Página 13


O QUE DEVO FAZER NA TERRA?!

AAHH...

NÃO... NÃO HÁ NADA HÁ FAZER SE CONTINUAR DESSE JEITO, MAS MANTER DISTÂNCIA COMO FAZIA ANTES...? NGH...

O QUE EU DEVO FAZER...?!

ELA NEM PERCEBEU...?

Página 14

EH..? OJO...

O.. O QUE DIABOS VOCÊ ACABOU DE FAZER?! (E-E-EM FRENTE DE TANTA GENTE...!)
VOCÊ ESTAVA SE PREOCUPANDO, AGORA MASMO, NÃO ESTAVA? SE SUA ESPADA ESTAVA EXITANTE, SE ESTAVA MAIS FRACA...

PORQUE-O QU-COM-COMO VOCÊ...?!(VOCÊ LÊ MENTES?!)

OH, EU SEI TUDO SOBRE VOCÊ, BOBA!
BEM, PARCIALMENTE É POR QUE ESCUTEI DE EVA-CHAM, MAS...

SET-CHAN...

VOCÊ JÁ PENSOU NO QUE VOCÊ QUER FAZER NO FUTURO?

CO... COMO VOCÊ SABE...?!

Página 15

...SER FELIZ NÃO É ALGO QUE FAZ VOCÊ MAIS FRACO. PODE FAZER VOCÊ SER AINDA MAIS FORTE QUE ANTES.

E AJUDANDO ESSAS PESSOAS QUE AINDA NÃO SÃO FELIZES AGORA, OU QUE ESTÃO PASSANDO POR TODO TIPO DE PROBLEMAS...
...ESSE É O TRABALHO DE UM MAGISTER MAGI.

OJOU...
...SAMA...?

E OLHA, SET-CHAN. APOSTO QUE VOCÊ ESTAVA PENSANDO QUE TERIA SIDO MELHOR SE VOCÊ NUNCA TIVESSE ME TRAZIDO PARA O MUNDO MÁGICO, QUE TINHA SIDO UM ERRO TERRÍVEL, CERTO?

EU AGRADEÇO POR TER VINDO AQUI.

TODAS AS COISAS QUE EU TENHO PASSADO DESDE QUE CHEGUEI...

...TEM ME AJUDADO A FINALMENTE DETERMINAR O QUE EU QUERO FAZER NA MINHA VIDA.

EU IREI VIRAR UMA MAGISTER MAGI ALGUM DIA.

UMA GRANDE MAGA COMO O PAI E A MÃE DE NEGI-KUN.

Página 16

...E EU ESTAVA PENSANDO...
QUE SERIA ÓTIMO QUE QUANDO EU REALIZASSE ISSO, SET-CHAN...

...VOCÊ PODERIA ESTAR AO MEU LADO COMO MINHA PARCEIRA, COMO SEMPRE TÊM SIDO.
...O QUE VOCÊ ACHA?

COMO SEMPRE TÊM SIDO... PENSANDO QUE ELA ERA MERA INOCÊNCIA...

C...
CLARO, OJOU-SAMA!!

POR QUE OLHAR POR ELA...
ELA TÊM CONSIDERADO ISSO MUITO MELHOR DO QUE EU!

VOCÊ NÃO TÊM QUE PERGUNTAR ESSE TIPO DE COISA!! EU, SETSUNA, IREI PROTEGER VOCÊ MESMO QUE ISSO CUSTE A MINHA PRÓRPRIA...

ESTÁ CERTO~~~~~!

AAAAHHHHH~~?!

ESTÁ PRONTA?

TEMPO LIGADO!

APENAS FECHE SEUS OLHOS...

T...

TUDO...
TUDO CERTO...

Página 17

AWWWW, SET-CHAN, VOCÊ É TÃO BOBA, TREMENDO TODA DESSE JEITO!

EM PENSAR QUE VOCÊ É UMA GUERREIRA...
O QU...?!
N-NÃO, ISSO É-!

Página 18

FUAH!
ISSO... ISSO DOEU, OJOU-SAMA...

EHE, DESCULPA...

E~~~~~ ISSO É UM NOVO RECORDE! VOCÊS QUERIAM TANTO QUE TENTARAM UM CONTRATO DEFINITIVO?

RESOLVIDO!

NÓS SOMOS PARCEIRAS PROVISÓRIAS, SET-CHAN!

S...
SIM...

CERTO!
É UM LONGO CAMINHO ATÉ TER O TÍTULO DE MAGISTER MAGI! VAMOS ATRÁS DISSO~~!

S~~IM!

S-SIM~~~ AH...
TALVEZ ELA SEJA MESMO INOCENTE... OU SOMENTE INACREDITÁVELMENTE TOLERANTE...?

COM INCONTESTÁVEL AMOR E INCONTESTÁVEL PODER, A MELHOR DUPLA FINALMENTE NASCEU!! ... MAS, O QUE NA VERDADE ESSA CARTA FAZ~~~~?!!

OOH, UMA CARTA NOVA?! VAMOS VER AGORA...



----------------------------------------------------

E ai? Gostaram??
Obvio neh?? hohoho

Bem, deixem seus comentários!
Meus fics devem vir nas férias (Julho)
Me organizarei para que isso aconteça!!


Até o/
quarta-feira, 27 de maio de 2009
Posted by Se-chan

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -