Archive for 01/06/11 - 01/07/11

Yuri Week Gallery #10

Olá gente!
Que tal uma pequena brincadeirinha hoje no Yuri Week Gallery?
'Não'. Pois eu digo que sim, leitor chato (XD). Então vamos!


Vamos fazer um teste: Quantos casais verdadeiros você enxerga nas seguintes imagens?


 Madoka & Homura (   )
madoka magica
 Hotaru & Chibiusa (   )
sailor moon
Sei & Shimako (   )
maria-sama ga miteru
 Mato & Yomi (   )
black rock shooter
E esperem a postagem do fim de semana.
vocês conhecem essa cena, não? (imagem devidamente corrigida agora XD)

Bem, vocês viram que eu não marquei nenhum casal não é?
Essa é só uma pista do que será a postagem do fim de semana (^.~)
Beijos e até logo! o/

Ansiosos por Kuttsukiboshi: Last Chapter


Sim. Todos aqueles que tiveram a oportunidade de acompanhar o primeiro volume (Lançado em  16 de Agosto 2010) de Kuttsukiboshi estão muito ansiosos e principalmente apreensivos pelo segundo e último volume da série. E eu digo que não é somente pela qualidade do enredo mas sim – e principalmente – pelo extremamente perturbador “Plot Twist” (mudança repentina de direção em uma história) que ocorreu nos minutos finais do anime. Quem assistiu, sabe exatamente do que eu estou falando e como me sinto.


Kuttsukiboshi (Estrelas Entrelaçadas) é um daqueles animes bem difícil de decorar o nome, mas possui uma trama extremamente simples, porém com uma execução que fez toda a diferença. O enredo é colegial, os elementos são os mesmos que já estamos acostumados a ver, com uma trama que mantém o foco entre duas estudantes; Kiiko Kawakami e Aaya Saito. O segredo de Kuttsukiboshi está, além da excelente execução, nas nuances presentes no enredo e a forma como tudo é abordado. Kiiko é uma garota aparentemente normal, mas tem um segredo que não pode revelar a ninguém: ela é uma paranormal, sendo capaz de mover qualquer objeto solido com sua mente.


Aaya é transferida para a mesma escola de Kiiko e elas acabam desenvolvendo uma solida amizade. O anime não chega a mostrar todo esse inicio da relação de ambas, já começando com as duas em plena amizade, mas é algo que com o decorrer do tempo, fica bem claro. Esse é um outro ponto bem bacana, onde não se perde tempo com detalhes pequenos, mas que por terem sua importância, acabam se revelando naturalmente através de um dialogo, pensamento ou de uma forma visual que deixe isso explicito. Esse é um recurso bem peculiar e que se mostra presente em vários momentos.


Com o fortalecimento da amizade, Kiiko acaba revelando seu segredo a Aaya, que a ajuda com vários experimentos e assim ela acaba desenvolvendo suas habilidades telecinéticas. Inevitavelmente, Kiiko acaba nutrindo sentimentos secretos pela amiga e imagina nunca poder revelar mais este segredo a ela. Uma tarde, depois de muito conversarem, Aaya acaba adormecendo e Kiiko sorrateiramente, vê a oportunidade perfeita para arrancar um beijo da amiga, sem que ela saiba. Mas no ultimo momento e já com os lábios próximos, se arrepende e antes que pudesse recuar é surpreendida por Aaya, que lhe rouba um beijo.  



A cena é bem linda e poética, as duas sob uma arvore em um fim de tarde com o por do sol impregnando o ambiente e deixando aquela sensação de nostalgia no ar. O beijo é convincente e a trilha sonora alterna entre sons naturais e um delicado solo de piano ao fundo. Kuttsukiboshi segue enfocando esse romance até o tórrido  e excepcional gancho para a seqüência.


E há problema nisso? Nenhum. Se trata de um romance yuri, com sua devida carga dramática. Quem costuma participar das discussões do fandom, sabe que muito se discute sobre vulgarização do yuri e um mercado que tem se sustentado basicamente do fetiche e os fãs da temática vivendo esparsamente de “Class S”, moe e fanservices. Afinal, se não tem tu, vai tu mesmo e não é todos que querem recorrer aos mangás. Kuttsukiboshi representa um bom momento do yuri na temporada de verão. Como descrevê-lo? Não é ecchi, mas é extremamente erótico. Não é moe, mas tem duas protagonistas com um traço extremamente fofo. É maduro, mas tem uma áurea completamente adolescente. É um anime refrescante como uma brisa de verão.


Muito se discute sobre a abordagem do sexo nos animes e o tabu que isso significa para muitos otakus. Não é sempre que vemos uma trama séria, que se dispõe a fazer uso desse elemento. E sempre quando acontece, muitas discussões e pontos de vistas conflitantes povoam os sites e redes sociais de discussão. Kuttsukiboshi é um desses animes, que abordam o tema de uma forma não escancarada e fugindo do apelo visual, se apegando muito mais ao erotismo (que devo dizer, é EXECELENTE, sem soar vulgar) cego, através dos gestos, diálogos e á idéia subtendida que fica, quando ambas fecham as cortinas e na sequencia estão na mesma cama e dividindo o mesmo edredom.


Elas são namoradas, nada mais natural que façam sexo, que falem coisas pervertidas uma para outra, sem que isso soe amoral ou pornográfico e perca a atmosfera romântica que as envolve. Por esses detalhes, que Kuttsukiboshi pode vir a decepcionar e muito quem deseja ver apenas sexo ou um romance de contos de fadas, onde nesse mundinho encantado, só existam lésbicas. Esse é um ponto positivo e que o diferencia dos demais e como é bom poder ver algo diferente vez ou outra.


Como eu disse, muito se espera da seqüência, que pelo impactante gancho deixado e o curioso e surpreendente Plot Twist que abalou a trama, promete ser bem dramática. Mas também fica o receio, pois como muitos já disseram, o que vai confirmar Kuttsukiboshi como um excelente anime, será sua continuação; Kuttsukiboshi Last Chap e como toda a assombrosa trama abordada no final do episódio irá continuar. O medo fica, pois pode cair para a vulgarização ou simplesmente não corresponder ao imenso hype que se formou em torno do anime.

Tecnicamente

Kuttsukiboshi é um OAV, desenvolvido para ser lançado em 2 volumes e com uma história original, escrita, dirigida e inteiramente animada pelo animador freelance Naoya Ishikawa. E isso é algo que poderia se tornar ainda mais freqüente e assim aparecer mais séries tão interessantes como Kowarekake no Orgel. Foi distribuído pela Primastea, a mesma que produziu Isshoni Training e  Isshoni Sleeping, aqueles OVA’s com a garota que ensina os otakus a se manterem saudáveis através de exercícios físicos e ZzZzZzZz... Com música composta por Shunsuke Morita e trilha sonora auxiliada por Production Dax,  o primeiro OVA, embora ter sido lançado oficialmente em 16 de agosto de 2010, foi vendido pela Primastea em seu estande no Comiket 78.


A animação é surpreendentemente boa para um produto deste tipo e produzido da forma que foi. Ishikawa Naoya tem todos os méritos por ter seguido adiante com sua história e a desenvolvido da forma que foi. E por isso, da pra perdoar o traço vacilante e nem sempre consistente e se reparar bem, em alguns momentos fica um pouco desproporcional, mas nada que soe tão exagerado como o porco trabalho da Madhouse com Chaos;Head ou vacilo da Deen com Higurashi no Naku Koro ni.

Kuttsukiboshi cumpriu o que prometeu na primeira parte. Será que cumprirá também a promessa, na segunda parte? Será lançado agora, na temporada de Verão (Julho/2011), mas ainda sem data prevista. Até lá. 


Diretor: Naoya Ishikawa
Roteiro: Naoya Ishikawa
Animação: Naoya Ishikawa
Música: Shunsuke Morita
Produtor: Muneshige Nakagawa
Estúdio: Primastea
Tipo: OAV
Episódios: 01/02
Duração: 23 Minutos


segunda-feira, 27 de junho de 2011
Posted by Roberta Caroline

KaS Illustration #09

Oi gente!
Hoje eu continuo o tema "climax" com um desenho que fiz do "casal" (talvez casal, talvez não. De qualquer modo, desenhei! XD) Mio e Ritsu, de K-ON!. Ficou um clima "uou", mas espero que o "uou" seja bom, e não ruim. (XD)


Bom, vou deixar vocês com o desenho! (\o/)

Espero que tenham gostado, por que me surpreendi do jeito legal que ficou no final esse desenho (o que o photoshop não faz, não é? XD)
Comentem, por favor!
Até logo! o/
quinta-feira, 23 de junho de 2011
Posted by Se-chan

Yuri Week Gallery #09

Olá olá gente!


Como estão? Eu estou bem, e por isso mesmo trago a vocês um tema muito fofo, romântico e no maior climax: Beijos!
Muito bom né? Todos gostamos dessa parte, quando a série fica naquele clima tão forte e tão romântico que acontece o ponto forte das séries de shoujo-ai, um amável, carinhoso e maravilhoso beijinho entre as protagonistas. (\o/)


Então, pra que esperar, não é? Vamos lá!


 Olha só, que milagre! Eu postando algo de Aoi Hana (Sweet Blue Flowers).
Mas por mais que essa série seja famosa pela sua choradeira, e choradeira, e choradeiiiirraa,
uma coisa que não podemos reclamar é de beijo logo no início da série, afinal, a Yasuko é pegadora e não deixou a Fumi escapar. (XD)
 Se é para falar em pegadora, temos que falar da Haruka não é?
Mas na verdade, todos sabemos que a Michiru é a mandona mais legal do mundo e deixou a Haruka com uma colheira bem apertada! (XD)
Também temos que lembrar de Utena, afinal tem tanta gente que tenta ser cego e fala que a série não é yuri que temos que lembrá-los por que que a Utena gosta é da Himemiya! (heheheh)

E para terminar, uma analise minha sobre alguns beijos yuris.
(Eu ri, espero que achem graça também XD)

E então? Gostaram? Então comentem! (\o/)
Depois de todo esse clima love-love, estou indo minha gente.
Até logo! o/

KaS Illustration #08

Oi gente!
Vejam vejam! Estou atrasada no visual "Dia dos Namorados", mas aproveitando a "melosidade" do momento, fiz um desenhinho fofo! (heheheh)
Por favor, digam que acharam fofo, mesmo que não seja, só para eu estar "certa"! (XDDD)
Bom, espero que REALMENTE tenham gostado (XD)
Abraços e até logo! o/
quinta-feira, 16 de junho de 2011
Posted by Se-chan

Momento "Leia um mangá junto com o KaS"

Oi gente!


Hoje eu comecei a ler o one shot traduzido que peguei no Gokigenyou, "Present". De repente, tive a idéia (que podem achar chata) de ir comentando aqui o que for observando durante a minha leitura. Olha, eu não estou com muita fé que irão gostar, mas mesmo assim vou dar uma chance pra vocês me xingarem! (hahahah)
Sem mais enrolações, vamos lá!


Momento "Leia um mangá junto com o KaS"
Present, de Uso Kurata


Bom, começando, aparece uma narração da protagonista. Ela vai falando da amiga dela. E aparece a garota se declarando para ela!
Bom, agora já sabemos o nome da protagonista, ela se chama Keiko.
Depois disso, a trama começa no verdadeiro início: A protagonista tem um visual interessante. Ela me lembrou a Chizu de Kimi ni Todoke. (olhe abaixo)


Keiko tem a aparência errada. É aquela velha história de se sentir pena da protagonista antes mesmo de a gente entender a trama (não que isso seja ruim mas...)
Olha só (estou escrevendo enquanto leio, então espero que não incomode muito vocês XD), a Keiko mudou todo o visual e o jeito dela pra combinar com a cara dela. Portanto, como ela tinha cara de mal humorada, ela ficou uma daquelas garotas rebeldes do tipo "Cê tá olhando pra mim, seu bo$@#? Vai olhar pro..." (Veja a imagem abaixo e entenda qual é o "jeitinho agradavel"). Sim, essas coisas bizarras que conseguem mandar em todo mundo por que o Japão definitivamente é um local meio perturbado.
Agora sim! Teve a apresentação da (obviamente) "amiguinha" dela. Pow, a protagonista acabou de falar que "O perfume de rosas era perfeito nela".
...
AAHHH, não venha me dizer: "Isso é fofo, é um shoujo e mulheres são detalhistas". Eu digo para vocês 'inocentes': "Elas estão SOZINHAS, em uma enfermaria, e a garota está tão perto da outra que repara no perfume da outra, e ainda tem aquele fundo de rosas em volta da outra que obviamente demonstra que ela tá caidinha pela amiga!". Agora veja os toques das mãos delas e pense se são amigas ou "amigas":
(UHAHUAHUAHUAHUA) To me divertindo nisso aqui, mas tenho que continuar a ler (XD)
Caramba, a Haruka é cega. A protagonista, vaca, falou que ela evitava o tipo "fofo" que nem a Haruka quando era criança por que ela tinha a cara de mal humorada, e que ela ser cega era conveniente para ela (¬¬).
A Keiko fica falando que gosta de passar a hora do almoço com a Haruka, falando de coisas que ela realmente gosta e nunca pode conversar com ninguém assim.


Momento WOW


Do nada, no meio de um almoço e tal, a Keiko beijou a Haruka. BELEZA! É assim que se faz! (odeia mangá que demora pra acontecer as coisas) Ela, narrando, fala que aceita o "desejo anormal" da Haruka, e que não liga se elas são amigas ou amantes. Oh, que fofa, ela tá apaixonadinha. (heheheh)
Bom, cortou a cena. Meio da sala de aula, tipo de escola feminina religiosa né, meninas rezando na sala de aula. A professora comunicou as alunas que "Uma aluna" do mesmo ano delas vai fazer um transplante de córneas, e que ela estuda por enquanto na enfermaria, mas que dependendo do resultado da cirugia, ela iria para a sala delas. Xiiii, vai começar o drama da Keiko. Já viram né? Vai se choramingar por que acha que a outra não vai gostar dela com cara de mal humorada e tal, certo? Vamos ver se é isso mesmo. (indo ler) Olha só, me adiantei. A professora falou que a chance da Haruka sair com sucesso da cirugia é´de 30%, por que o caso dela é incomum.
As revoltadinhas ficam reclamando por que a professora pediu pra todas rezarem pela Haruka. Ficam falando que essas coisas não funcionam e blábláblá. A idiota (to indignada), fica pensando que a probabilidade é baixa pra se preocupar.
Bom, agora a Keiko tá junto da Haruka na enfermaria e a Haruka fala do transplante pra Keiko e a outra fala sobre o aviso na sala de aula, sem muita animação. A Haruka começa a falar sobre a cegueira dela, falando que até pouco tempo atrás ela podia enxergar, mas que logo perdeu a visão. Fica deprimida e falando que a Keiko logo vai largar ela por causa que ela não consegue enxergar. Começa a desabafar né. E a Keiko, com seu potencial "seme" de ser, arranca um beijo dela! IEI garota, amor nesse final de dia dos namorados! (\o/)
Fofamente, a Keiko encorajou sua amada, falando que ela tem que esforçar e tudo mais. Muito fofinho (^ ^). A Keiko sai da sala pensativa, pensando que se uma delas parar de gostar da outra, vai ser a Haruka. Oh, que lindinha não? (XD)
Elas voltam a falar e a cirugia é no dia seguinte. A Keiko diz que vai passar todos os dias visitando ela (mesmo que por dentro pense que pode fazer mal por que ela gostaria que ela continuasse sem enxergar por que acha que a Haruka não vai gostar de enxergar ela como ela é)
Eu nem lembrava, a Keiko tá de castigo. E a professora fala pra ela, e as outras revoltadinhas chatas, pegarem cadeiras pra ficarem de castigo. As outras reclamando e tudo mais. A Keiko fica "p" com as garotas e dá manda elas longe, pega as cadeiras e vai sozinha carregando tudo.
Tadinha, ela tá nervosa. Agora tá na hora da operação, e a Keiko vai esperar ela terminar no hospital e diz pra Haruka que vai rezar por ela. Ficou com a consciência pesada, coitada.
Olha só, já passou 3 dias. Hora de tirar as faixas dos olhos!! Ai ai ai! A Keiko é que tá tirando as faixas! (X.X)
E vamos ao clímax!


WOW! Ela tá enxergando! (OBS: Ela ainda não olhou pra Keiko, enxergou os pais dela)


A Keiko fica pensando, FINALMENTE, que apesar dela estar enxergando e não poder mais gostar dela, ela está muito feliz pela Haruka. E pensou que finalmente não ligava se o sentimento era "conveniente" pra ela. Sério? Acho que a Keiko é uma retardada por demorar a pensar isso, mas ignorem (XD).
Putz, quando eu achei que ia parar de ser chata a Keiko, ela consegue ser mais chata. Fugiu da sala de recuperação antes da Haruka olhar ela. (¬¬)
Bom, passou um tempo, e a aula começa com a apresentação da Haruka. A Keiko fica pensando que ela somente falou o nome dela, não disse nenhuma característica física dela. Haruka tá se apresentando normalmente na sala.
*Ri alto*
A Haruka para de se apresentar, vai andando pela sala, encara a Keiko, a professora pergunta se ela conhece quem ela tá encarando, e a Haruka dá uma xingada básica na Keiko por ter ido embora no outro dia e tal. 


Momento Ohhhhhhhh


Keiko pergunta como a Haruka reconheceu ela. Ela responde "Você me olhou com esses olhos gentis."


Por fim


Keiko começa aquela choradeira de "Quem me enxerga não gosta de mim", e a Haruka dá a segunda xingada nela, e por fim diz:
"A verdadeira Keiko, a mesma Keiko que eu vejo nos seus olhos claros."
A seguir teve o momento fofo 2 de declaração da Haruka, com direito a "eu te amo" e tudo mais. Fofo, mas no meio da aula, então acabou que todo mundo conheceu esse "outro lado" da Keiko.
Por fim, ela começou a agir com o verdadeiro jeito dela, e não com o jeito malvadão "Bad-ass". Ela é fofa mesmo não é?




O que acharam gente?
Espero que pelo menos tenham tido vontade de ler o one shot, por que ele é bem fofinho! (*o*)
Também espero que tenha sido pelo menos engraçado pra quem já leu e quis acompanhar por curiosidade o meu jeito estranho de narrar os acontecimentos (pra mim foi legal uhahuahuahuhauhua)
Que tal um comentário? Pode ser uma frase só!
Bom, até logo! o/
segunda-feira, 13 de junho de 2011
Posted by Se-chan

KaS Illustration #07

Oi gente!
Mudando um pouco meu estilo, nessa seção do KaS Illustration tentei fazer um desenho de uma série de mangá que eu nem li, mas que todos amam do fundo do kokoro (a.k.a. coração), Girl Friends!
Bom, eu sei que não ficou muito bom e tal, mas isso se dá por que fiz ele com a minha nova caneta profissional de nanquim (a.k.a. meu sonho de consumo), a qual é a razão de eu estar levando uma surra de 10 x 0 dos meus desenhos nos últimos dois dias, e também por que como não sou acostumada as personagens, tentei fazer com um traço mais próximo do original, o que pra mim ficou um desastre (auto critica ativada ao máximo, não é? XD), mas espero que gostem de qualquer jeito!


Comentem por favor!
Até logo! o/
quinta-feira, 9 de junho de 2011
Posted by Se-chan

Yuri Week Gallery #08

Oi gente!
Como estão? Eu estou bem e vou logo postando as imagens pois estou atrasadinha, admito (=P)
Eu gosto do tema que vou usar, que é c-o-s-p-l-a-y! IEI né? Se não gosta, gomen, mas eu vou usar esse tema muito feliz. (heheheheh)


Bom, e vamos logo ao assunto!


 Começando o papo com o clássico Kannazuki no Miko.
Eu gosto muito desse casal, então é uma excessão dizer que a maior parte dos cosplays que vejo de KnM eu gosto, e muito! E esse é um deles! (\o/)
 Começando a seção "Eu não conheço, mas posto" temos copiando texto aqui o anime Touhou, com Marisa e Alice.
Achei bem legal as imagens, ficou bem bonito e adorei o chapéu da não sabe o nome dela.
 Hikari e a Ouji-sama (a.k.a. Principe)! AMO Hikari-Amane, simplesmente AMO! 4ever and Ever! (*o*)
 Utena e ... Himemiya (u.u). Sinto algo errado nessa imagem...
Oh não, é só os cosplays do filme (que chato u.u) normal estranhar essa roupa branca da Utena né?
Por último temos devemos dar um "LOL" para os cosplays de Miku e copia texto de novo Luka.
Achei muito linda a imagem, e os cosplays estão muito lindos!
Queria fones de ouvido assim (u.u)

Espero que tenham gostado, por que eu amei as imagens!
Vou indo que está tarde!
Comentem por favor!
Até logo! o/

Love Vibes: Vibrações de Amor

Imagine você, uma garota – que se acha - sexualmente bem resolvida que por um acaso do destino acaba tendo que lidar com uma situação inusitada; uma outra garota se declarando e usando de todo seu charme para te conquistar! Essa é a premissa básica de Love Vibes, que gira em torno de uma garota e seu relacionamento fracassado com um cara comprometido e que até então se achava hetero, mas que tem que lidar com uma montanha russa de sentimentos que envolvem principalmente sua sexualidade. Afinal, o fato de ela estar se envolvendo com outra garota já á torna uma garota bi ou lésbica? E por que então, tais palavras que até pouco tempo não lhe despertava nenhuma emoção, agora lhe parecem terrivelmente assustadoras?

Essa é Mako, uma jovem universitária – provavelmente na faixa dos 18/20 anos – que se envolve sexualmente com Shouji - uma velha paixão – mesmo sabendo que este já tinha uma namorada. Ela que sempre se sentiu atraída por ele, acaba se deixando levar pelas emoções, mas nenhuma garota quer ser deixada sozinha numa cama pelo seu parceiro logo depois de uma transa e assim o que inicialmente era uma grande fantasia, acaba se tornando muito doloroso para Mako, que cada vez mais se vê perdidamente apaixonada por ele. Mas ele tem uma namorada e é pra ela que Shouji volta toda vez que satisfaz seus desejos sexuais com Mako e isso faz com que ela se sinta como um objeto... “pra usar e jogar fora, depois de ter prazer”...


“Eu te amo, mas finjo que não amo tanto assim, como se eu tivesse gostando de ser a garota com quem você se diverte...”

Nesse meio tempo, enquanto olhava vagamente um cd de uma banda que a fez lembrar de Shouji, ela conhece Mika, uma garota super simpática que começa a puxar assunto com ela. Mika é extremamente sedutora e não perde a oportunidade de lhe convidar para tomar um chá, assim como também não perde a oportunidade de flertar com Mako a todo instante e colocar em evidência sua personalidade forte e decidida.

Mika: Ei, está livre agora?
Mako: Sim.
Mika: Vamos tomar uma xícara de chá?
Mako: Você está pedindo?
Mika: Não, estou tentando te fisgar.
Mako: Me... fisgar?
Mika: É que eu gosto de fazer amizades com garotas bonitas.”

Mako acaba voltando a se encontrar novamente com Mika, que para selar a amizade entre as duas lhe da um beijo que apesar de não ter lhe pedido permissão, não encontrou grande resistência. Inicia se ai o triangulo amoroso da história. Mako termina com Shouji, mas ele ainda continua insistindo para voltarem e enquanto isso ela se torna cada vez mais intima de Mika, que continua tentando lhe conquistar. Mako não retribui os sentimentos de Mika e nem permite que a garota se torne algo a mais, mas também á mantém por perto o tempo todo. Mika se declara a todo instante, mas Mako acha um relacionamento entre duas mulheres algo muito estranho e diz não partilhar da mesma preferência que a amiga. E aqui se faz presente algo que é um dos pontos altos do mangá, que são as frases de efeito, como quando Mika questiona Mako se por um acaso se apaixonar é algo como “preferências”, emendando logo em seguida que “Amor é amor, seja com homem ou mulher”.

"Os lábios dela eram delicados e, no instante que tocaram os meus, parecia que eles tinham grudado um no outro, isso me surpreendeu. O fato de eu perceber que eu estava a beijando me surpreendeu ainda mais."


O que Mako não percebe ou não se deixa perceber, é que ao contrário do que pensa, já está completamente ligada em Mika. Eventualmente ainda aparece uma quarta personagem, Shouko, uma garota que tem um perfil seme (na linguagem do mundo yuri ou yaoi, se trata da pessoa que é a dominante da relação) e faz a linha do “príncipe encantado”. Mako acaba tendo uma recaída e voltando para o ex, fato que faz com que ela e Mika se desentendam. Abalada, Mika acaba se envolvendo com Shouko e se afasta de Mako. É o tipo de atitude de quem quer fazer sua ausência ser sentida e que com o coração despedaçado não se importa em usar outra pessoa para chamar a atenção de quem lhe interessa.

Comentários gerais

Love Vibes é um mangá com um enredo muito raso e clichê, mas que sempre funciona se bem executado, pois as armas usadas são as emoções e sentimentos das personagens centrais da história. Elementos estes que sempre levam outras pessoas a se identificarem com a saga das personagens. Este é o caso de Love Vibes, que se caracteriza bem como um josei (mangás voltados para garotas jovens ou mulheres adultas) e faz uso de toda a linguagem oriunda desse demográfico.  Assim como também é um grande slice of life de drama, que faz a trama se estender entre muitos diálogos e pouca ação/ou praticamente nenhuma neste caso.

Quem ai já leu Honey e Clover (mangá josei publicado aqui no Brasil pela Panini)? Se não leu saibas que esta perdendo uma grande história, se já, preciso dizer que Love Vibes usa o mesmo recurso que Chika Umino se utiliza para expressar o que cada personagem está sentindo em seu mangá. Além de ganhar ares poéticos em cada frase ou pensamento - o que com certeza te deixa à impressão de estar lendo um autêntico romance – esse recurso ainda aproxima mais o personagem e o leitor, que vai se identificar com cada frase pronunciada, como se aquilo estivesse ali especialmente pra ele.


Além de ser um drama romântico, Love Vibes também trabalha em torno da descoberta da homossexualidade e as conseqüências que isso trás para as pessoas que se descobrem apaixonadas por alguém do sexo oposto. E nesse sentido Love Vibes é bem feliz pois consegue retratar bem o choque emocional e a recusa instintiva ao perceber que será vista de uma forma diferente pela sociedade. Também há que se mencionar que  Erica Sakurazawa trabalhou bem os conflitos emocionais de suas personagens mas que em determinado momento acaba perdendo um pouco o fio condutor da história ao explorar demais a indecisão da personagem. E este problema é muito comum em mangás de dramas românticos, em Video Girl Ai, Massakazu Katsura explora tanto a indecisão de seu protagonista que quando chega o clímax, já está todo mundo de “saco cheio” daquele melodrama sem fim, o que acaba ofuscando um pouco o “The End”.

"Me diz, como eu posso chegar mais perto de você? O que devo fazer? É a primeira vez que me encontro nesse tipo de situação, então não sei como agir."

"Eu a amo tanto, mas não consigo falar pra ninguém sobre nós. Eu sou tão covarde. Sou uma completa fraca."

Mas até que a Erica Sakurazawa consegue se equilibrar bem e ainda que a parte final não tenha mais o mesmo vislumbre do inicio, ainda consegue te prender. Mas o meu problema mesmo, é com a forma abrupta que a história termina. Acredito que tenha sido intencional, algo que alguns autores adoram fazer que é deixar aquele sentido vago, de como se “a história continua, mas vocês não vão ver nadinha além daquele quadro”.  Como a relação entre Mako e Mika, sem dúvidas foi a coisa mais interessante deste mangá, esperava algo incisivo ou diálogos com a tamanha perfeição que se fazia presente nos primeiros capítulos.

Comentários finais

Eu descobri Love Vibes e sua mangaka, Erica Sakurazawa bem por acaso e além da sinopse convidativa, o traço incomum foi o que mais me chamou a atenção. Não por ser particularmente bonito, mas pela forma como a Erica desenha suas personagens, sempre com feições muito exageradas, mas tudo muito proporcional e apesar de não ser tão atraente, é chamativo. Como toda autora de joseis, o traço é meio desleixado propositalmente, mas nota-se durante os capítulos uma certa inconsistência além do normal.


Love Vibes foi publicado na revista Young You da editora Shueisha e teve um total de 07 capítulos, sendo lançado em volume encadernado logo depois. Não só por ser apenas um volume, mas Love Vibes é uma excelente leitura, independente de qual tipo de interesse você tenha pelo sexo oposto. O mangá ainda ganhou um filme live action recentemente chamado Kakera -A Piece of Our Life, é bastante incomum que alguma série yuri ganhe adaptação com atores reais, mas faz por merecer . Espero ter a chance de assisti-lo logo.

Revista: Young You
Volumes: 01
Ano: 1996
Autora: Erica Sakurazawa
Demografia: Josei/Yuri
Gênero: Romance, Drama
domingo, 5 de junho de 2011
Posted by Roberta Caroline

KaS Illustration #06

Oi gente!
Como vocês estão?
Eu estou muito bem e com um desenho novo para vocês! (Todos vibra? \o/ #NOT u.u)


Hoje eu fiz minha primeira ilustração de um anime com referência de outro.
Os personagens é de um anime meio apelativo, mas fofo de qualquer modo. 
O da referência, eu gosto, e muitos amam uma das personagens, mas tem também quem não goste justamente por seu ponto apelativo.


Estamos falando de Saki referenciando Kannazuki no Miko! (\o/)
Espero que gostem!


Eu fiz toda uma edição por que minha impressora tá com um erro bem bizarro e arco-íris (literalmente um arco-íris no meio de qualquer imagem que scaneio), então tirei uma fotinha e fiz a edição pra pelo menos ficar no mínimo aceitável. (pra mim, por que pra vocês pode tá bem ruim xD)
Comentem, please. Meu pulso fraco e com tendinite agradece. (Vida de ..... XD)
Até logo! o/
sexta-feira, 3 de junho de 2011
Posted by Se-chan

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -